O primeiro dia em Berlim na verdade começou no meio da tarde. Antes, um almoço na KaDeWe, a maior loja de departamentos da Alemanha. No último andar há um grande restaurante a kg, mas bem diferente dos que conhecemos aqui no Brasil. Possui uma variedade enorme de saladas, massas, carnes, pratos típicos e sobremesas. Além disso possui uma ótima vista da região, por estar localizado no sétimo andar.

Vista do terraço da KaDeWe - Berlim
Vista do terraço da KaDeWe

 

Depois do almoço fomos até o início da rua Kurfürstendamm, onde fica a Kaiser Whilhem Memorial Church. Esta igreja é um dos principais símbolos de Berlim. Foi finalizada em 1895 e recebeu este nome para homenagear Whilhem I, antigo rei da Prússia e imperador Alemão. Atualmente só resta um pequeno pedaço da igreja original, que serve de memorial, após ela ter sido parcialmente destruída em consequência de bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial em 1943. A torre que chegava a 113 metros de altura, agora possui apenas 63 metros e um grande buraco em sua parte superior.


Kaiser Whilhem Memorial Church - Berlim
Kaiser Whilhem Memorial Church



Kaiser Whilhem Memorial Church - Berlim


Ao lado da antiga igreja foi construída uma nova, entre 1957 e 1963, que possui um formato octagonal e um estilo bem peculiar, diferente de qualquer outra igreja. Olhando de fora nem da pra imaginar que realmente é uma igreja. É possivel entrar gratuitamente e o silêncio absoluto dentro dela é assustador.

Kaiser Whilhem Memorial Church - Berlim
Interior da nova igreja

 

Kaiser Whilhem Memorial Church - Berlim

 

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as com sues amigos nas redes sociais
utilizando os botões coloridos no canto esquerdo da tela

 

Depois de pegar um metrô até a estação Postdamer Platz, a próxima parada foi, obviamente, a Postdamer Platz, que é o coração e principal símbolo da Berlim moderna. Nela localiza-se o Sony Center, uma enorme praça cercada de prédios grandes e estilosos, repleta de restaurantes, cinemas e lojas e coberta com uma cúpula, que foi adicionada no ano 2000 e dá ao lugar um aspecto ainda mais futurista. Desde 1920 a Postdamer Platz ja era um grande ponto de encontro, mas após a Segunda Guerra Mundial foi devastada e se tornou um pedaço de terra inutilizado. Com a queda do Muro de Berlim ela voltou a se destacar, tornando-se simbolo de modernidade com os diversos prédios constrúdos nos últimos dez anos e muitos que ainda estão sendo construido em seus arredores.

Sony Center / Postdamer Platz - Berlim
Sony Center / Postdamer Platz

 

Cúpula da Postdamer Platz - Berlim
Cúpula da Postdamer Platz

 

Área externa do Sony Center


Passamos na loja da Sony para comprar uma capa e uma bateria extra para a minha camera e também para conhecer as ultimas novidades tecnológicas da marca, como as novas câmeras, computadores e televisões 3D. Dá vontade de levar a loja inteira. Na saída há uma girafa muito alta, totalmente construída com peças de Lego. Ela fica na frente do Lego Discovery Centre, um parque temático baseado nos brinquedos Lego.

Girafa de Lego na Postdamer Platz - Berlim
A girafa de Lego

 

Saindo do Sony Center, após uns 800m costeando o Tiegarten, chegamos num dos pontos que eu mais gostei de Berlim, o Memorial às Vitimas do Holocausto. A primeira impressão que se tem é de que se trata de um cemitério, mas na verdade o memorial é uma grande homenagem aos mais 6 milhões de judeus mortos nos campos de concentração da Europa durante o Holocausto, entre 1933 e 1945. O memorial foi inaugurado em 2005 e possui mais de 2 mil blocos de concreto de diferentes tamanhos, com até 2 metros de altura. Esse mar de blocos é muito bonito e divertido, parecendo as vezes um labirinto. Todas as fotos tiradas lá ficam muito boas.


Parque Tiegarten - Berlim
Tiegarten

 

Memorial às Vítimas do Holocausto - Berlim
Blocos de concreto

 

Memorial às Vítimas do Holocausto - Berlim
Panorâmica do Memorial às Vítimas do Holocausto

 

Já era final da tarde e o tempo estava fechado, a chuva estava para começar a qualquer momento. Saímos do memorial em direção ao Portão de Brandenburgo, que fica a poucos metros. Localizado no centro da Pariser Platz, o Portão de Brandenburgo é o principal símbolo de Berlim. Erguido entre 1789 e 1791, o portão foi palco do importantes acontecimentos ao longo da história alemã. Durante a Guerra Fria esteve rodeado pelo Muro de Berlim e foi um símbolo de separação da cidade, e ao mesmo de reunificação, com a queda do muro em 1989. Em frente ao portão estão localizadas hoje várias embaixadas, como a americana, a britânica e a russa.

Portão de Brandenburgo - Berlim
Portão de Brandenburgo

 

Portão de Brandenburgo - Berlim


Parisier Platz - Berlim
Panorâmica da Parisier Platz



Durante a visita ao Portão de Bradenburgo a chuva começou a apertar, então tivemos que procurar a estação de metrô mais próxima. Há poucos metros estava a nova estação de metrô Bradenburg Tor, que complementa a estação de trem da S-Bahn que já existe há muito tempo. O estação da U-Bahn foi inaugurada em agosto de 2009 e ainda estava com cheirinho de obra nova. Ela faz parte da linha U55, que só possui três estações atualmente. O plano original era ligar essas estações à linha U5, mas parece que faltou verba para completar o trecho então decidiram inaugurar pelo menos essas três estações que já estavam prontas.

Saltando na terceira e última estação da linha U55, chegamos na Berlin Hauptbahnhof, que é a principal estação de trem de Berlim e a maior estação de interseção em múltiplos níveis da Europa. Fiquei impressionado com a grandiosidade da estação. É uma enorme estrutura revestida de vidro com trens chegando nos mais diferentes niveis e direções, além de abrigar diversas lojas e restaurantes. Por ela passam várias linhas de metro, trens municipais, regionais e de longa-distância. 

Estação de metrô Bradenburg Tor - Berlim
Estação de metrô Bradenburg Tor

 

Estação Hauptbahnhof - Berlim
Plataformas de trens de longa distância na estação Hauptbahnhof

 


Na caminho de volta ao hotel tivemos a sorte de encontrar um mercadinho que vendia guarda-chuvas por 5 euros. A previsão para os próximos dias era de tempo fechado e chuvoso. Depois da janta, cama. A sensação era de que o primeiro dia de viagem tinha durado 48 horas, tendo inicio na manhã anterior ainda em Floripa.
Posts Relacionados:
Roteiro de 5 dias em Berlim
Onde se hospedar em Berlim: dicas de hotéis
Dicas de Restaurantes em Berlim
Dicas de Compras em Berlim: lojas de departamento, outlets e shoppings
Dica de Hotel em Berlim – Holiday Inn Express Berlin City Centre West
Berlim – Parlamento Alemão, Alexanderplatz e East Side Gallery
Berlim – A catedral Berliner Dom e a Ilha dos Museus
Berlim – Checkpoint Charlie, Topografia do Terror e a Torre de TV

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...