A chegada no hotel de Londres por volta das 10h, mas estava muito cedo para entrar pois o check-in só era permitido depois das 14h. O jeito foi deixar as malas na recepção e aproveitar esse tempo de espera para visitar uma das principais atrações de Londres, o British Museum, que ficava apenas a 2 quadras do hotel.

British Museum - Londres
“O Grande Tribunal” – panorâmica interna

 

O British Museum possui uma das maiores coleções de antigüidades do mundo e é a atração cultural mais visitada do Reino Unido. Foi fundado em 1753 e possui mais de 4 km de galerias, que exibem objetos que representam quase todos os aspectos da história cultural internacional, desde a pré-história, passando por Grécia, Roma, Oriente, Egito, entre outros. No centro do museu encontra-se o “Great Court”, ou Grande Tribunal, inaugurado em 2000 e considerado a maior praça coberta da Europa.

British Museum - Londres
British Museum – panorâmica externa

 

A entrada do museu é gratuita. Além da grande exposição permanente, o museu também possui mostras temporárias, algumas gratuitas, algumas com custo. Na época da visita estava em cartaz: “South Africa Landscapes” e “A História do Mundo em 100 Objetos”, mas acabei não visitando nenhuma das duas. Depois de umas 2h30 no museu, foi possivel voltar ao hotel fazer o check-in.

British Museum - Londres

British Museum - Londres

British Museum - Londres

British Museum - Londres

British Museum - Londres

British Museum - Londres

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as com sues amigos nas redes sociais
utilizando os botões coloridos no canto esquerdo da tela

 

A tarde, a primeira parada foi o distrito de Covent Garden, uma região muito popular que abriga diversas lojas, restaurantes e opções de entretenimento. Na praça central está o Covent Garden Market, mercado que antigamente era um dos principais da cidade na venda de flores e alimentos e que hoje virou um centro comercial. Nos arredores do mercado encontram-se vários artistas de rua, como músicos, comediantes e mágicos, que deixam o ambiente ainda mais descontraído e interessante.

Covent Garden Market - Londres
Interior do Covent Garden Market

 

Covent Garden - Londres
Covent Garden

 

O Covent Garden é tão agradável que nos 4 dias em Londres, passamos todos os dias por ele, seja para almoçar, fazer alguma compra ou apenas de passagem rumo a outros lugares próximos. Uma loja que fica bem ao lado do mercado e merece muito uma visita é a Apple Store. A maior loja da Apple na Europa é um sonho de consumo, com centenas de computadores, mac books, iPhones, iPods, iPads, todos conectados a internet e disponíveis para testar e usar a vontade.

Apple Store Covent Garden - Londres
Apple Store Covent Garden

 

Apple Store Covent Garden - Londres

Seguindo a caminhada pelo West End de Londres, a próxima parada foi a Trafalgar Square, uma enorme praça rodeada de cinemas, teatros e museus, como a National Gallery e a National Portrait Gallery. Faltava pouco tempo para as 18h, horário em que os museus fecham, então só deu tempo de visitar um deles. A National Gallery possui uma das maiores coleções de arte ocidental do mundo, com mais de 2 mil obras, dividas por período e em ordem cronológica. Lá estão quadros de Leonardo Da Vinci, Botticelli, Michelangelo, Rembrandt, Van Gogh, Monet, entre outros. A entrada, como na maioria dos museus de Londres, é gratuita.

O clássico ônibus vermelho de dois andares - Londres
O clássico ônibus vermelho de dois andares

 

Trafalgar Square - Londres
Trafalgar Square

 

Trafalgar Square - Londres

A Trafalgar Square possui uma localização muito bem centralizada. Com uma caminhada curta a partir dela é possivel chegar a vários pontos conhecidos da cidade, como as margens do rio Tâmisa, o St. James Park, Covent Garden, Soho e o Picadilly Circus, que é o circus mais famoso de Londres. Um circus é um local onde várias ruas se encontram, e neste há o encontro de 4 importantes avenidas, entre elas a Regent’s Street, uma das principais ruas de compras da cidade. O Picadilly possui trânsito intenso e está sempre abarrotado de turistas, que utilizam os degraus da Estátua de Eros como ponto de encontro ou para descansar e apreciar os famosos outdoors luminosos de propagandas, que dão mais vida e um toque mais moderno ao estilo clássico da região.

Picadilly Circus - Londres
Picadilly Circus

 

A opção da primeira noite foi conhecer o Soho, uma região de vida noturna agitada, conhecida por ser um reduto predominantemente gay, mas que possui diversos pubs e restaurantes interessantes. Encontramos um amigo brasileiro e sua namorada e fomos até um dos pubs para beber o famoso Pimm’s, um dos drinks mais tradicionais e refrescantes do verão Londrinho, que é servido numa mistura com frutas, pepino e hortelã.

Got Pimm’s?

 

Posts Relacionados:
Roteiro de 4 dias em Londres
O Terminal 5 do Aeroporto de Heathrow, em Londres
Londres – Madame Tussauds, London Eye, Palácio de Buckingham e Hyde Park
Londres – Science Museum, Natural History Museum e Victoria e Albert Museum
Londres – St. Paul’s Cathedral, Tate Modern, Tower Bridge e Tower of London
Dicas de Restaurantes em Londres
Dicas de Compras em Londres

 

 

 

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...