O terceiro e último dia em Johannesburg foi muito bem aproveitado, com vários passeios interessantes. O guia nos buscou no hotel as 8h e a primeira parada foi num shopping outlet chamado Woodmead Retail Park, sobre o qual falarei num post sobre compras na cidade. Neste eu vou falar sobre as cavernas de Sterkfontein e o museu Maropeng, que fazem parte do Cradle of Humankind Heritage Site, e também sobre o complexo de compras e entretenimento Montecasino.

A outra atração visitada nesse dia foi o Lion Park, que eu gostei tanto que resolvi fazer um post exclusivo só para ele:  Joanesburgo – Lion Park: na jaula com leões e alimentando uma girafa .

O Berço da Humanidade (Cradle of Humankind) é um sítio arqueológico que abrange uma área de mais de 47.000 hectares na região noroeste da província de Gauteng, a aproximadamente 50 km da região central de Joanesburgo. Desde 1999 é considerado pela UNESCO como um Patrimônio Mundial (Heritage Site) devido à sua extrema importância histórica e cultural, pois lá foram encontrados alguns dos fósseis de hominídios mais antigos do planeta datados de milhões de anos. As duas atrações mais importantes deste sítio são as cavenas de Sterkfontein e o centro de visitantes de Maropeng. Mas a região ainda conta com outras atrações como hotéis, passeios de balão, esportes de aventura e zonas culturais com arte e artesanato local.

As Cavernas de Sterkfontein (Sterkfontein Caves) é um conjunto de grutas cársicas onde cientistas descobriram uma grande quantidade de fósseis hominídeos e de outros animais, com idade superior a 4 milhões de anos, que fazem com que o local seja conhecido como “o berço da humanidade”. Os fósseis mais importantes e mais famosos encontrados no local são “Mrs Ples”, um crânio Australopithecus de 2,1 milhões de anos, e “Little Foot”, um esqueleto Australopithecus quase completo, com mais de 3 milhões de anos.

A visita ao sítio permite que seja feito um tour guiado pelo interior das cavernas. Antes do passeio começar há uma sala de espera onde os visitantes aguardam o guia vir busca-los para dar início à visita. Esta sala serve como um pequeno museu, onde a história do local e o surgimento da humanidade são introduzidos através de painéis, imagens, vídeos e com a exposição de fósseis originais.

Chegando nas cavernas de Sterkfontein

 




A caminho das cavernas

 

O passeio pela caverna acontece de hora em hora e tem duração aproximada de uma hora. Ao longo do caminho entre a sala de espera e a entrada da caverna o guia faz uma introdução de como será o passeio e dá as primeiras informações sobre o local. Há várias placas alertando sobre a presença de cobras, mas por sorte não encontramos nenhuma naquele dia! O guia leva junto consigo uma bolsa de primeiros socorros, caso haja algum acidente.

Para entrar nas cavernas é aconselhável levar um calçado bem confortável, pois o terreno é bem acidentado. A temperatura no interior é em torno de 18 graus e o ponto máximo da descida está a 60m abaixo do solo. Durante o percurso há várias passagens estreitas, onde só passa uma pessoa por vez. Numa delas é preciso até engatinhar! Mas também há várias áreas espaçosas onde ocorrem as explicações do guia. Ele fala sobre a formação da caverna, os tipos de rocha existentes, sobre a história das escavações e também dos fósseis ali encontrados. Algumas áreas no interior da caverna estão completamente isoladas, pois as escavações e pesquisas ainda não terminaram e podem haver mais fósseis na área. Em alguns pontos há uma pequena abertura no teto da caverna onde é possível ver a luz do lado de fora. A saída da caverna é uma subida íngreme de escadas, mas logo em seguida há uma área para sentar e descansar enquanto o guia se despede da turma. O caminho de volta ao museu e ao estacionamento passa por passarelas localizadas em cima da caverna e o visual que se tem da região é muito bonito.









A apenas 10 km das cavernas de Sterkfontein encontra-se o Centro de Visitantes Maropeng (Maropeng Visitor Centre), ou Museu Maropeng. É uma atração que também faz parte do sítio arqueológico do “berço da humanidade” e seu ingresso pode ser comprado de forma combinada com o ingresso das cavernas. A ordem da visita não importa, pois ambos se complementam por tratarem do mesmo assunto.

A exibição em Maropeng é focada  no desenvolvimento da vida humana e de nossos ancestrais ao longo de milhões de anos. Na chegada avista-se um grande monte, chamado de Tumulus, que possui uma entrada na parte inferior, com acesso para o museu. No caminho de acesso ao monte há algumas escavações arqueológicas nas laterais.






“Maropeng” é uma palavra que significa “retornando ao lugar de origem”. A visita ao museu começa com uma introdução sobre o surgimento do planeta há cerca de 3 bilhões de anos através dos quatro elementos da natureza: terra, fogo, água e ar. A primeira parte da atração é um pequeno passeio de barco que passa por túneis e cenários que simulam cada um desses elementos da natureza. Em seguida, chega-se ao salão principal do museu, uma exibição com muitas situações interativas, além de fotos, vídeos e grandes painéis, na qual é possível aprender como a humanidade nasceu, ver fósseis originais, visualizar ferramentas de pedra utilizadas há milhões de anos, entender como as espécies evoluíram e também como nosso planeta se desenvolveu.

O complexo no qual está inserido o museu também conta com outras atrações, como um hotel boutique de quatro estrelas, o “Maropeng Hotel”, além de atividades esportivas e culturais. Na frente do museu há uma zona chamada “Market Place Café”, com uma lanchonete, loja de souvenirs e banheiros, e que dispõe de uma internet wi-fi com acesso gratuito. No primeiro andar do museu há um ótimo restaurante chamado “Tumulus”, onde almoçamos neste dia antes de iniciar a visita ao museu. A comida é excelente, o ambiente aconhegante e o preço é muito baixo, vale a pena! Mais detalhes do restaurante e fotos dos pratos no post Dicas de Compras e Restaurantes em Joanesburgo.

Maropeng Visitor Centre 
Próximo ao cruzamento das rodovias R400 e R563
Horário: todos os dias, das 9h às 17h. Preço adulto: 115 rands (R$ 28,00)

Sterkfontein Caves 
Sterkfontein Caves Road, próx. à rodovia R563
Horário: todos os dias, dsa 9h às 17h. Preço adulto: 120 rands (R$ 29,00)

Ingresso combinado Maropeng + Sterkfrontein Caves = 190 rands (R$ 46,00). A compra só é válida até as 13h, para que haja tempo suficiente para visitar as duas atrações no mesmo dia.
Site oficial: http://www.maropeng.co.za/












Depois do museu Maropeng a atração visitada foi o The Lion Park, que eu vou abordar separadamente no post seguinte. No caminho de volta, após visitar o parque dos leões, ainda fizemos uma última parada num local que nosso guia fez questão de nos levar e que não estava programado.

O Montecasino é um mega complexo de compras e entretenimento inaugurado no ano 2000 e localizado numa região conhecida como Fourways, a poucos minutos do distrito de Sandton e da região central de Joanesburgo. Seu interior lembra uma cidade cenográfica, com um projeto que foi desenvolvido para que o local ficasse parecido com um vilarejo típico do interior da Itália. O teto é pintado de forma a simular um céu azul com nuvens e é tão perfeito que olhando as fotos parece mesmo que o local é ao ar livre.

Dezenas de atrações compõe o Montecasino: lojas, cafés, restaurantes, praça de alimentação, boliche, quinze cinemas, dois teatros, boate, área para shows e eventos, sem falar num grande e moderno casino com 1700 máquinas caça-níqueis e 70 mesas de jogos. O complexo ainda conta com três hotéis de luxo e um imenso jardim na área externa, onde é possível encontrar uma boa variedade de plantas, aves, mamíferos, répteis e outros animais exóticos de todo o mundo.




Outra atração junto ao Montecasino e que está localizada bem na entrada do jardim externo é um balão de ar que faz propaganda da montadora Hyundai. É possível subir no balão para curtir o visual, pagando um ingresso de 70 rands (R$17,00) e que dá direito a uma taça de espumante. Quando subimos era bem na hora do pôr do sol e por isso o ingresso era mais caro: 150 rands (R$36,00). O balão fica suspenso durante 15 minutos e é totalmente seguro, pois ele está preso ao solo por um cabo de aço. É possível ter uma vista 360 graus da região que fica ainda mais interessante enquanto o sol desaparece no horizonte. Há um outro igual a esse na região de Sandton, bem próximo ao hotel Radisson Blu Gautrain.

Montecasino Boulevard 
Corner of William Nicol Road and Witkoppen Road. Fourways, Johannesburg
GPS: 26 01′ 32.11″ S e 28 00′ 45.20″ E
Site oficial: www.montecasino.co.za
Segue o vídeo que eu fiz do alto do balão e algumas fotos…






Post Relacionados:
Roteiro de 3 dias em Joanesburgo
Joanesburgo – O centro da cidade, Museu do Apartheid e o estádio Soccer City
Joanesburgo – Tour em Pretória, Safári em Pilanesberg e visita ao resort Sun City
Joanesburgo – Lion Park: na jaula com leões e alimentando uma girafa
Escolhendo uma agência de passeios em Joanesburgo: Big Six Tour Safaris
Dicas de Compras e Restaurantes em Joanesburgo
África do Sul – Impressões gerais de Joanesburgo e Cidade do Cabo

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...