Floripa tem vários bairros que são antigas colônias de pescadores e de imigrantes. Um dos mais antigos e tradicionais da cidade é o distrito do Ribeirão da Ilha, localizado no sul da ilha. Lá é possível encontrar casas coloridas no estilo açoriano e também muitos restaurantes de frutos do mar especializados em ostras, já que a maricultura é uma atividade muito praticada na região. Veja neste post mais informações sobre o local e também algumas dicas de restaurantes.

Ribeirão da Ilha

Ribeirão da Ilha

 

Este artigo faz parte de uma série de posts sobre Floripa e SC
Clique aqui para acessar o índice com todas as dicas da cidade

 

Veja também dicas de onde comer em outras regiões da cidade:
Dicas de restaurantes no Centro de Florianópolis
Dicas de restaurantes em Floripa: Santo Antônio de Lisboa e Sambaqui
Dicas de restaurantes em Floripa: Lagoa da Conceição e Barra da Lagoa
Dicas de restaurantes em Floripa: Jurerê e Norte da Ilha
Restaurantes em Floripa: A Via Gastronômica de Coqueiros

 

O Ribeirão da Ilha está localizado no Sul da Ilha, a pouco mais de 20 km do centro de Florianópolis. Para chegar lá é preciso seguir pela Rod SC-405, passando a praia do Campeche, e depois pegar ou a Rod. Aparício Ramos Cordeiro ou a Rod. Baldicero Filomeno, ambas terminam no Ribeirão. O bairro tem este nome por causa de um pequeno rio que passa pelo local.

Foi no Ribeirão que atracaram os primeiros portugueses que chegaram na Ilha de Santa Catarina, por volta do ano 1506. Entre 1748 e 1756 mais de 60 famílias desembarcaram na região, formando uma das primeiras vilas de imigrantes açorianos da região. O distrito do Ribeirão da Ilha foi criado em julho de 1809 e é o segundo mais antigo de Florianópolis, atrás apenas do distrito de Santo Antônio de Lisboa.

Rod. Baldicero Filomeno - Ribeirão da Ilha

Rod. Baldicero Filomeno – Ribeirão da Ilha

Casas açorianas

Casas açorianas

 

Os traços da cultura açoriana ainda são presentes na região e podem ser facilmente identificados pelo estilo colorido de muitas casas que existem no bairro.  Este estilo também está presente em várias regiões de Floripa, como em Santo Antônio de Lisboa e no centro da cidade.

Na pracinha principal do Ribeirão da Ilha há uma igrejinha, a Igreja Nossa Senhora da Lapa, construída entre 1763 e 1806 e que atualmente encontra-se em restauração. O Imperador Dom Pedro II a visitou na sua passagem pela Ilha de Santa Catarina, em 1845, quando fez uma doação de 400 mil réis para ajudar a fazer uns reparos finais na obra da igreja.

Pracinha do Ribeirão da Ilha - Floripa

Pracinha do Ribeirão

Igrejinha do Ribeirão da Ilha

Igrejinha do Ribeirão da Ilha

 

Na costa do bairro há várias pequenas praias, a maior dela com 700 metros de extensão, mas elas não são muito procuradas por quem que curtir o sol e o mar. O maior atrativo do local são as casas históricas e os restaurantes.

A região do Ribeirão da Ilha é a maior produtora de ostras do país, responsável por abastecer o mercado nacional e também mercados internacionais. A maricultura é a principal fonte de renda de muitas famílias que moram no bairro e as fazendas de ostras são facilmente avistadas por quem circula pelo bairro.

Praia do Ribeirão da Ilha - Floripa

Praia do Ribeirão da Ilha

Fazenda de ostras no Ribeirão da Ilha

Fazenda de ostras

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as nas redes sociais utilizando os botões no canto esquerdo da tela
ou, caso esteja no celular, utilize a barra inferior para enviar também pelo whatsapp

 

Um dos primeiros restaurantes que surgem para quem chega no bairro é o Porto do Contrato, localizado na Rod. Baldicero Filomeno, 5544. Ele tem este nome porque na região havia um pequeno porto, cuja história está escrita num mural logo na entrada do restaurante:

“O Porto do Contrato, o mais importante do Ribeirão da Ilha, já era conhecido desde a estada de Sebastian Cabotto em 1526, que foi quem batizou a localidade com o nome de Ribeirão e também deu nome à Ilha de Santa Catarina. 

O Porto passou a ser reativado só a partir da chegada dos imigrantes açorianos e africanos em 1760. Na década de 1940, podíamos ainda presenciar os últimos trabalhos comerciais realizados no seu cais, o mar pedia a função de caminho, pois as estradas estavam sendo abertas e um pretenso progresso estava chegando.”

Restaurante Porto do Contrato - Ribeirão da Ilha, Floripa

Restaurante Porto do Contrato

Trapiche do Porto do Contrato

Trapiche do Porto do Contrato

 

O cardápio do Porto do Contrato possui diversas opções de ostras como entrada, com o valor da dúzia variando entre R$19,00 e R$29,00. Também há bolinhos, porções de camarão, lula e isca de peixe, entre outros petiscos. Os pratos principais servem fartamente duas pessoas e os valores variam entre R$69,00 e R$ 149,00. No site do restaurante é possível ver imagens dos pratos e outras informações como o horário de funcionamento.

Porção de Isca de Linguado no Porto do Contrato

Porção de Isca de Linguado (R$38,00)

Envoltine de Linguado no Porto do Contrato - Floripa

Envoltine de Linguado (R$72,00)

Pirão de Peixe no Porto do Contrato - Floripa

Pirão de Peixe

 

Outro restaurante muito bem frequentado no Ribeirão, e que recebeu o prêmio de “Melhor Ostra” pela Revista Veja em 2012, é o Ostradamus, localizado poucos metros depois da pracinha do bairro, na Rod. Baldicero Filomeno, 7640.

Com um atendimento excelente e um ambiente bem decorado, o restaurante costuma estar sempre lotado e com lista de espera, principalmente nos finais de semana. Há várias mesas no ambiente interno, mas você pode ter a sorte de conseguir uma mesa no trapiche, que avança sobre o mar e proporciona uma bela vista panorâmica da região.

Restaurante Ostradamus - Ribeirão da Ilha, Floripa

Restaurante Ostradamus

Trapiche do restaurante Ostradamus

Trapiche do restaurante Ostradamus

Trapiche do Ostradamus - Floripa

Trapiche do Ostradamus

 

O cardápio do Ostradamus oferece várias opções de entradas, com valores que variam de R$18,00 a R$55,00. A porção com uma dúzia de ostras depuradas custa na faixa de R$33,00 e há vários tipos disponíveis, como ao bafo, gratinada, à milaneza, entre outras. Os pratos principais com peixes ou camarões, que servem fartamente duas pessoas, custam entre R$ 94,00 e R$ 168,00. Na Fan Page do Ostradamus no Facebook é possível encontrar diversas fotos dos pratos e do ambiente.

Pastel de Camarão no Ostradamus

Pastel de Camarão (R$23,00)

Ostras defumadas e gratinadas no Ostradamus - Floripa

Ostras defumadas e gratinadas (R$30,00)

Salmão no Ostradamus - Floripa

Salmão ao molho da casa (R$103,00)

 

Em frente ao Ostradamus está o café “Tens Tempo”, que é do mesmo proprietário do restaurante e oferece uma grande variedade de doces típicos portugueses.

Café Tens Tempo - Ribeirão da Ilha, Floripa

Café Tens Tempo

 

Estes dois restaurantes citados no post são os mais tradicionais e também os mais caros do Ribeirão da Ilha. Mas há várias outras opções no bairro, como o restaurante Muqueca da Ilha, o Engenho do Vô, o Freguesia das Ostras, o Ostra da Ilha, a Petiscaria do Mané e a Ostreria Umas e Ostras. Só conheço os dois que indiquei acima e posso garantir que ambos são uma ótima escolha.

Restaurante Muqueca da Ilha

Restaurante Muqueca da Ilha

 

Uma caminhada pelas ruas do Ribeirão é um passeio agradável e interessante para quem está visitando o sul da ilha. Outro distrito histórico interessante que também merece ser visitado é Santo Antônio de Lisboa, localizado no norte da ilha. Veja mais informações e fotos no post “O distrito histórico de Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis“.

 

Acesse o índice de posts com todas as dicas de Florianópolis

 

Posts Relacionados:
Roteiro de 3 dias em Floripa
Floripa com crianças: 15 dicas de onde levar seus filhos
Os melhores locais para fotografar a Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis
Um Passeio a pé pelo Centro de Florianópolis
A Fortaleza de São José da Ponta Grossa, em Florianópolis
O Trapiche da Av. Beira-Mar Norte, em Florianópolis

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...