Uma boa sugestão de passeio de meio período em Lisboa é visitar o bairro Belém, que apesar de ficar um pouco afastado da região central, é um daqueles locais que não podem deixar de ser visitados mesmo por quem tem pouco tempo para explorar a cidade. Neste post apresento um relato do meu passeio no bairro, quando visitei quatro de suas principais atrações turísticas: a Torre de Belém, o Padrão dos Descobrimentos e o Mosteiro dos Jerônimos, finalizando com um delicioso café na confeitaria Pastéis de Belém.

Torre de Belém - Bairro Belém, Lisboa

Torre de Belém – Bairro Belém, Lisboa

 

Este artigo faz parte de uma série de posts sobre Lisboa
Clique aqui para acessar o índice com todas as dicas da cidade

 

 

Há duas maneiras de chegar ao bairro Belém utilizando o transporte público: pegar o bonde 15 ou a combinação metrô + trem de Cascais. Optamos pela segunda opção, que é um pouco menos prática, pois decidimos fazer um parada para almoço no meio do caminho.

Neste dia, visitamos  algumas atrações do centro da cidade de manhã, entre elas o Arco da Rua Augusta e a Praça do Comércio, e depois fizemos uma caminhada bem agradável no calçadão da Ribeira das Naus, um passeio arborizado recém restaurado que acompanha a margem do rio Tejo por cerca de 800 metros entre a Praça do Comércio e a Estação Cais do Sodré.

Calcadão da Ribeira das Naus - Lisboa

Calcadão da Ribeira das Naus

 

Chegamos na Estação Cais do Sodré a pé, mas também poderíamos ter pego a linha verde do metrô que vai até lá. É desta estação que parte o trem da Linha de Cascais, que tem como uma de suas primeiras paradas a Estação Belém, localizada do bairro Belém.

Ao pegarmos o trem, nossa primeira parada foi na Estação Alcântara Mar, que é a segunda estação da linha, uma antes da Belém. Descemos nesta estação pois fomos almoçar nas Docas de Santo Amaro, um conjunto de armazéns antigos do porto da cidade que foi transformado numa marina com vários restaurantes junto ao Rio Tejo e com excelente vista panorâmica para a Ponte 25 de Abril.

Veja mais detalhes deste local no post “Onde comer em Lisboa: Dicas de Restaurantes“.

Docas de Lisboa - Portugal

Ponte 25 de abril vista das Docas de Lisboa

 

Depois do almoço, voltamos para a Estação Alcântara Mar e pegamos novamente o trem para ir até a parada seguinte, a Estação Belém, onde começamos nosso passeio pelo bairro.

Para ir direto ao bairro Belém, sem fazer a combinação metrô + trem, basta pegar o bonde (elétrico) 15 na Praça da Figueira ou na Praça do Comércio. Ele possui paradas em frente à confeitaria Pastéis de Belém, ao mosteiro e à Torre de Belém, então você pode escolher qualquer uma das três paradas para iniciar o seu passeio. Foi com este bonde que eu fiz o meu retorno ao centro no final da tarde.

Veja os detalhes sobre como usar o metrô, os trens e os bondes da cidade no post “Transporte Público em Lisboa: metrô, bondes, elevadores e trens“.

Marina no bairro Belém - Lisboa

Marina no bairro Belém

 

O bairro Belém possui um grande parque às margens do Rio Tejo, com jardins, passeios arborizados, marina, hotel, restaurantes, centro cultural, monumentos e edifícios históricos.

Entre as várias possibilidades de locais para visitar, neste dia optamos por conhecer a Torre de Belém, o Padrão dos Descobrimentos e o Mosteiro dos Jerônimos. A ordem das visitas não faz muita diferença, pois os locais são todos relativamente próximos.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Padrão dos Descobrimentos

 

TORRE DE BELÉM

Para chegar na Torre de Belém caminhamos cerca de 1,5 km a partir da Estação Belém. Quem opta por ir ao bairro com bonde 15 tem a opção de saltar num ponto a cerca de 400 metros dela.

O ingresso para visitar a torre custa 6 euros e existe a possibilidade de combiná-lo com o ingresso do mosteiro ao custo de 12 euros. Portadores do Lisboa Card tem entrada gratuita na torre, sem a necessidade de enfrentar a fila da bilheteria, entrando direto por um caminho indicado com placas.

A torre fica aberta para visitação todos os dias, das 10h às 17h30, sendo que na alta temporada, de maio a setembro, ela funciona até as 18h30. Os únicos dias em que ela fica fechada são: 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 13 de junho e 25 de dezembro.

Torre de Belém - Lisboa

Torre de Belém

 

A Torre de Belém é um dos principais cartões-postais de Lisboa. Ele foi construída em 1515 e sua função principal era vigiar o estuário do rio Tejo e proteger o Porto de Lisboa. Neste ano de 2015 diversos eventos ocorreram na cidade para celebrar os 500 anos da torre. Desde 1963 ela é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Torre de Belém - Lisboa

Entrada da Torre

 

A visita ao interior da torre começa por uma grande sala com diversos canhões estrategicamente posicionados para várias direções do Rio Tejo. Entre os outros ambientes abertos à visitação estão o baluarte, a sala do governador, a sala dos reis, a sala das audiências, a capela e o terraço da torre.

Torre de Belém - Lisboa

Sala dos canhões

 

Para chegar ao topo da torre é preciso enfrentar uma escadaria com cerca de 130 degraus. No meio do caminho há uma sala e um mirante intermediário para apreciar a vista e recuperar o fôlego.

Torre de Belém - Lisboa

Vista para o pátio da torre

 

O esforço de subir ao principal terraço da torre compensa pela ótima vista panorâmica que se tem lá do alto. Do mirante é possível apreciar o bairro Belém e toda sua orla junto ao Rio Tejo, com a Ponte 25 de Abril ao fundo.

Torre de Belém - Lisboa

Vista para as residências do bairro Belém

 

Torre de Belém - Lisboa

Vista da torre para o Padrão dos Descobrimentos e a ponte

 

Adquira um seguro de viagem com 15% de desconto para visitar Portugal!
Clique aqui e saiba como comprar

 

PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS

Nossa próxima visita foi ao Padrão dos Descobrimentos, um monumento gigante localizado de frente para o Rio Tejo, a cerca de 1 km da Torre de Belém. Apesar da distância, a caminhada entre as duas atrações é bem tranquila e agradável, por um calçadão junto ao rio.

É possível visitar um mirante no topo do monumento, a 56 metros de altura, e a boa notícia é que há um elevador para alcançá-lo. O ingresso custa 4 euros por pessoa. Há bilhetes com desconto para famílias e crianças. Quem possui o Lisboa Card para 3 euros pelo ingresso.

O mirante fica aberto para visitação todos os dias, das 10h às 18h, sendo que de março a setembro ele funciona até às 19h. Os únicos dias em que o local fica fechado são: 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Calçadão entre a Torre de Belém e o Padrão dos Descobrimentos

 

O Padrão dos Descobrimentos é uma homenagem da cidade a todos os navegadores portugueses que partiram para travessias marítimas ao redor do mundo. Muitas das embarcações tinham como ponto de partida este mesmo local, onde hoje fica o bairro Belém.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Padrão dos Descobrimentos

 

A versão atual do monumento foi inaugurada no ano de 1960, quando foi celebrado o aniversário de 500 anos da morte do Infante Dom Henrique, o navegador cuja estátua está em destaque na ponta do monumento.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Detalhes do monumento

 

O mirante no topo do monumento é bem estreito, mas isso não chega a ser um problema, pois não costuma ficar tão cheio. Pelo menos no dia da minha visita estava bem vazio.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Mirante do Padrão dos Descobriemntos

 

Eu achei a vista do alto do Padrão dos Descobrimentos melhor que a vista da Torre de Belém, pois o mirante é mais alto e permite enxergar locais mais distantes.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Vista para o bairro Belém

 

Do alto do monumento é possível observar melhor a Ponte 25 de Abril, uma das duas grandes pontes que atravessa o Rio Tejo. Como falei num outro post, ela é bem semelhante à Golden Gate Bridge de San Francisco, nos Estados Unidos, pois ambas foram feitas pela mesma empresa.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Ponte 25 de Abril vista do mirante

 

Deste mirante também se tem uma ótima vista para o Mosteiro dos Jerônimos e para o belo jardim que há em sua frente.

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Vista para o mosteiro

 

E também é possível admirar uma rosa-dos-ventos gigante com 50 metros de diâmetro que foi desenhada no chão de uma praça atrás do monumento.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Rosa-dos-ventos próxima ao monumento

 

No centro da rosa-dos-ventos há um mapa do mundo que indica todos os locais nos quais os navegadores portugueses chegaram com suas caravelas e o ano em que a chegada aconteceu. Entre os locais está Porto Seguro, no litoral do Brasil, onde os portugueses chegaram no ano de 1500.

Padrão dos Descobrimentos - Lisboa, Portugal

Mapa do Brasil indicando as paradas dos navegadores portugueses

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as nas redes sociais utilizando os botões no canto esquerdo da tela
ou, caso esteja no celular, utilize a barra inferior para enviar também pelo whatsapp

 

 

MOSTEIRO DOS JERÔNIMOS

A terceira atração da tarde foi o Mosteiro dos Jerônimos, localizado bem próximo ao Padrão dos Descobrimentos. O ingresso para visitá-lo custa 10 euros e é possível combiná-lo com a Torre de Belém ao custo de 12 euros. Portadores do Lisboa Card tem entrada gratuita no mosteiro.

A visitação acontece todos os dias, das 10h às 17h30, sendo que na alta temporada, de maio a setembro, ele funciona até as 18h30. Os únicos dias em que o mosteiro fica fechado são: 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 13 de junho e 25 de dezembro.

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Mosteiro dos Jerônimos

 

Construído em 1502, o mosteiro serviu como lar dos monges da Ordem de São Jerônimo até 1833. Depois disso o edifício já teve diversas funções, entre elas escola e orfanato. Atualmente é uma das principais atrações turísticas de Lisboa.

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Corredor dos confessionários do mosteiro

 

A visita ao mosteiro permite conhecer vários de seus ambientes, como salões, confessionários, refeitório, entre outros. Um dos mais interessantes é o claustro, o patio interno onde é possível admirar toda a beleza arquitetônica do edifício histórico.

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Pátio interno do mosteiro

 

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Refetório

 

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Detalhes na parede do refeitório

 

A parte final do circuito de visitação interna passa pelo segundo piso da igreja do monastério, de onde se tem uma excelente vista panorâmica do ambiente.

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Igreja do monastério

 

A piso inferior da igreja é aberto ao público, pois ela ainda é utilizada para celebrações de missas pela comunidade, por isso mesmo quem decide não pagar o ingresso do monastério consegue pelo menos conhecer o interior da igreja.

Mosteiro dos Jerónimos - Lisboa, Portugal

Igreja do monastério

 

PASTEL DE BELEM

Para encerrar o nosso passeio pelo bairro Belém, depois de uma dia cansativo com muitas caminhadas, fomos recarregar as energias (e calorias) tomando um delicioso café na confeitaria Pastéis de Belém, que está localizada a cerca de 200 metros do mosteiro.

Como o próprio letreiro na fachada já diz, esta é a “única fábrica dos pasteis de Belém”. Foi nela que surgiu o doce mais famoso de Portugal, o único e verdadeiro Pastel de Belém. Todos as cópias que existem em outras confeitarias da cidade e mundo afora devem ser chamadas de pasteis de nata, pois o “de Belém” é somente o pastel produzido nesta confeitaria.

Cada unidade do autêntico Pastel de Belém custa apenas 1,05 euro. Veja todos os detalhes da confeitaria no post “Um café na única fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa“.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

“A única fábrica dos pastéis de Belém”

 

Cafezinho com os autênticos pasteis de Belém - Lisboa, Portugal

Cafezinho com os autênticos pasteis de Belém

 

Para finalizar este post, veja no mapa a localização das quatro atrações do bairro Belém…

 

 

 

Você já visitou o bairro Belém? Como foi o seu passeio?
Deixe um comentário no final deste post!

 

Índice de posts com todas as dicas de Lisboa

 

Posts Relacionados:
Onde comer em Lisboa: Dicas de Restaurantes
Lisboa: Uma tarde no Parque das Nações
Lisboa: A visita ao Cabo da Roca e a orla de Cascais
A visita ao Santuário de Fátima, em Portugal
Um café na única fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa
O Aeroporto de Lisboa e transporte para a cidade
Como é voar na TAP para Lisboa e Paris

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...