Entre os vários passeios de um dia para se fazer nos arredores de Lisboa, um dos mais agradáveis é conhecer a histórica Vila de Sintra, uma cidade que para muitos é como um conto de fadas, repleta de parques, jardins, castelos e palácios, cuja paisagem natural é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO. Neste post apresento um relato do meu passeio no centrinho de Sintra e também mostro como é a visita a uma de suas principais atrações, o excêntrico Palácio da Pena, um castelo colorido localizado no alto da serra de Sintra.

Sintra - Portugal

Sintra – Portugal

 

Este artigo faz parte de uma série de posts sobre Lisboa
Clique aqui para acessar o índice com todas as dicas da cidade

 

A Vila de Sintra está localizada a apenas 28 km da região central de Lisboa, um trajeto que pode ser feito de carro em cerca de meia hora seguindo pela autoestrada A37, um caminho bem sinalizado e fácil de ser percorrido.

A maneira mais comum e econômica de visitar a cidade é pegando um trem, lá chamado de “comboio”, da linha de Sintra. Ele parte de duas estações em Lisboa: a Estação do Oriente, próxima ao Parque das Nações, e a Estação do Rossio, que fica na região central da cidade e está localizada entre a Praça dos Restauradores e a Praça do Rossio. A parada final desta linha é a Estação Sintra, que fica a menos de 1 km do vilarejo histórico.

A viagem de trem mais caminhada até a vila leva em torno de 40 a 50 minutos. A passagem utilizando o cartão de transporte “Viva Viagem” custa apenas 2,15 euros. Em breve publicarei um post com mais detalhes sobre este cartão e sobre o sistema de transporte público da capital portuguesa. Quem possui o cartão Lisboa Card tem acesso liberado ao trem de Sintra e também consegue desconto no ingresso de algumas atrações turísticas da cidade.

Este passeio em Sintra aconteceu num tour de um dia inteiro com um guia privado que contratei de uma agência de turismo de Lisboa, sobre a qual dou mais detalhes neste outro post. Saímos do hotel de manhã bem cedo e antes de ir a Sintra fomos conhecer o Palácio Nacional de Queluz, cujo relato da vista pode ser lido neste link.

Palácio Nacional de Sintra - Portugal

Palácio Nacional de Sintra

 

Nosso passeio por Sintra começou com uma visita pelo seu centrinho histórico, onde ficamos cerca de quarenta minutos. O ponto de partida foi a praça em frente ao Palácio Nacional de Sintra, um dos edifícios mais antigos e emblemáticos da cidade, que mistura diferentes estilos arquitetônicos, fato que pode ser notado pelos diferentes tipos de janela na sua fachada principal. O interior deste palácio é um museu, mas neste dia não chegamos a visitá-lo.

Vila de Sintra - Portugal

Vila de Sintra

 

Em seguida fomos caminhar pela vila de Sintra, um conjunto de construções antigas com ruas estreitas e inclinadas, onde há várias lojinhas, restaurantes e cafés, uma área bem turística e movimentada, mas que não deixa de ser agradável e interessante.

Centrinho histórico de Sintra - Portugal

Centrinho histórico de Sintra

Centrinho histórico de Sintra - Portugal

Centrinho de Sintra

Centrinho histórico de Sintra - Portugal

Centrinho histórico de Sintra

 

Adquira um seguro de viagem com 15% de desconto para visitar Portugal!
Clique aqui e saiba como comprar

 

Durante a caminhada fizemos uma parada estratégica para comer o famoso “travesseiro da Piriquita”, um doce folhado coberto com açúcar que é vendido na Pastelaria Piriquita, uma das mais tradicionais da região.

Pastelaria Piriquita - Sintra, Portugal

Pastelaria Piriquita

 

A vitrine de doces da pastelaria é uma verdadeira tentação. As especialidades da casa são as queijadas e os travesseiros, mas é possível encontrar muitos outros tipos, incluindo pastel de nata e até brigadeiros.

Pastelaria Piriquita - Sintra, Portugal

Pastelaria Piriquita

 

O “travesseiro da Piriquita” faz parte da tradição de Sintra assim como o Pastel de Belém faz parte da tradição de Lisboa. Uma visita à Vila de Sintra não é a mesma sem comer o tal travesseiro, que custa apenas 1,30 euro por unidade.

Travesseiro da Periquita - Sintra, Portugal

Travesseiro da Periquita

 

Fizemos ainda outra parada num local chamado Cantinho Gourmet, que funciona como um pequeno empório e restaurante, para provar a famosa ginginha, uma espécie de licor típico português feito a partir de uma fruta semelhante à cereja. Esta bebida é bem tradicional principalmente em Lisboa, mas degustamos ela pela primeira vez em Sintra.

Centrinho histórico de Sintra - Portugal

Centrinho histórico de Sintra

 

A dose de ginginha neste local custou apenas 1 euro e, como manda a tradição, veio servida num copinho de chocolate, o que torna o drink ainda mais saboroso.

Centrinho histórico de Sintra - Portugal

Ginginha no copinho de chocolate

 

Há muitas atrações para se visitar em Sintra, o que torna bem difícil conhecer tudo em apenas um dia. Entre os principais pontos turísticos da cidade, estão o já mencionado Palácio Nacional de Sintra, o Palácio da Pena, o Castelo dos Mouros, a Quinta da Regaleira, o Convento dos Capuchos, além de muitos outros locais, como mais palácios, museus, parques e jardins.

Uma forma prática e econômica de se deslocar de uma atração a outra em Sintra é utilizando o autocarro 434, um ônibus turístico do transporte público local que passa por alguns dos principais pontos de interesse da região. O bilhete desta linha, também conhecida por “Circuito da Pena”, custa 5 euros por pessoa. Mais informações sobre o ônibus podem ser encontradas neste link.

Neste dia, como estávamos fazendo um tour com um guia privado, fomos de carro direto ao Palácio da Pena, a atração que escolhemos visitar entre as várias possibilidades da cidade.

Palácio Nacional da Pena - Sintra, Portugal

Palácio Nacional da Pena

 

O Palácio da Pena, também conhecido por muitos como Castelo da Pena, está localizado no alto da Serra de Sintra, a 528 metros de altitude. Quem avista o castelo à distância pode até achar que ele fica próximo ao centrinho e por isso muitas pessoas acabam se aventurando de subir a serra a pé, mas a subida é puxada e pode ser extremamente cansativa, por isso vale a pena conseguir algum meio de transporte para ir até lá.

A visitação ao palácio acontece todos os dias, das 10h às 18h, com entrada permitida até as 17h. O ingresso que permite visitar o castelo e o parque ao ser redor custa 11,50 euros para adultos (18 a 64 anos), 9 euros para jovens (6 a 17 anos) e 9 euros também para idosos (acima de 65 anos).

É possível obter desconto na compra do ingresso ao combiná-lo com a entrada de outras atrações da região de Sintra, como, por exemplo, o Palácio Nacional de Queluz ou o Castelo dos Mouros. A compra pode ser feita tanto na bilheteria dos palácios quanto de forma antecipada on-line pelo site Parques de Sintra. Portadores do Lisboa Card tem 10% de desconto na entrada deste palácio.

A bilheteria do Palácio da Pena é pequena e longas filas costumam de formar, por isso vale a pena tentar comprar o ingresso antecipado, seja no site ou em alguma outra atração da região visitada anteriormente. No dia da minha visita a fila estava enorme, mas por sorte eu já tinha comprado meu bilhete combinado algumas horas antes na bilheteria do Palácio Nacional de Queluz, por isso entrei direto, sem pegar filas.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Bilheteria do Palácio da Pena

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as nas redes sociais utilizando os botões no canto esquerdo da tela
ou, caso esteja no celular, utilize a barra inferior para enviar também pelo whatsapp

 

Após a entrada pelo portão principal do parque, junto à bilheteria, ainda é preciso encarar uma outra subida até a entrada do castelo. Para quem não quer subir a pé existe a alternativa de pegar um ônibus de transporte interno com custos adicionais, cujo valor exato eu não me recordo, mas é algo tipo 3 ou 4 euros pelos dois trechos, subida e descida.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Ônibus para subir a colina do palácio

 

Na chegada é impossível não ficar impressionado com a grandeza do castelo e com toda sua variedade de cores e estilos.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Palácio da Pena

 

Em 1839, o então rei D. Fernando II comprou as ruínas de um antigo mosteiro e decidiu transformá-lo num palácio. A construção existente hoje em dia é fruto de diversas adaptações e ampliações que o edifício foi sofrendo com o passar do tempo, sofrendo influência de diferentes estilos arquitetônicos, como o neo-gótico, neo-manuelino, neo-islâmico e o neo-renascentista.

Para muitos essa mistura sem um estilo próprio definido acaba tornando o lugar brega ou desorganizado, mas para outros essa bagunça visual torna o Palácio da Pena um local único e especial.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Portal de entrada

 

Apesar de minha visita ter sido quase no início do verão europeu, a temperatura estava agradável, até um pouco frio em determinados momentos. A combinação de altitude mais elevada, natureza abundante e proximidade com o Oceano Atlântico faz o clima de Sintra ser mais gelado em relação à Lisboa, muitas vezes com uma neblina constante cobrindo a serra.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Palácio da Pena

 

Os terraços do castelo oferecem uma vista panorâmica incrível da região de Sintra. Lá do alto é possível até ver o mar, a alguns quilômetros de distância.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Vista panorâmica para o mar

 

A visita segue um caminho pré-determinado que passa por diversos terraços do palácio e também boa parte dos seus ambientes internos, incluindo pátios, salões, quartos e até uma grande cozinha.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Escadarias do palácio

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Pátio interno

 

Os cômodos no interior do palácio preservam muitos do aspecto original, com móveis e objetos de decoração, para mostrar como era o estilo de vida da corte portuguesa antigamente. Não achei o Palácio da Pena um local luxuoso, alguns ambientes são até simples demais para um palácio da antiga Família Real, um estilo de decoração bem diferente do Palácio Nacional de Queluz, que eu havia visitado poucas horas antes, onde a ostentação e a riqueza estão presentes em cada ambiente visitado.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Cômodos do palácio

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Cômodos do palácio

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Interior do palácio

 

Dizem que o Palácio da Pena serviu de inspiração para o Castelo de Neuschwanstein, na Alemanha, que por sua vez foi referência para a criação do fasmoso castelo da Disney.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Palácio da Pena

 

O circuito da visita termina num terraço onde há um café bem bacana, com várias mesinhas ao ar livre, de onde é possível apreciar boa parte do edifício e também curtir a vista panorâmica do alto da serra de Sintra.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Café no terraço

 

O Palácio da Pena pode até ser meio exagerado ou bagunçado por misturar tantos estilos e cores, mas achei esta visita um passeio interessante e divertido que proporcionou muitas fotos boas para o arquivo da viagem.

Palácio da Pena - Sintra, Portugal

Palácio da Pena

 

Neste dia o passeio ainda continuou com uma visita ao Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa continental, que está localizado a poucos minutos da Vila de Sintra. Veja os detalhes desta parte final do tour no post “Lisboa: A visita ao Cabo da Roca e a orla de Cascais“.

Cabo da Roca - Sintra, Portugal

Cabo da Roca

 

Você já visitou a Vila de Sintra e o Palácio da Pena? Como foi o seu passeio?
Deixe um comentário no final deste post!

 

Índice de posts com todas as dicas de Lisboa

 

Posts Relacionados:
Lisboa: A visita ao Palácio Nacional de Queluz
A visita ao Santuário de Fátima, em Portugal
Um café na única fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa
O Aeroporto de Lisboa e transporte para a cidade
Como é voar na TAP para Lisboa e Paris
Dica de hotel boutique em Lisboa: Porto Bay Liberdade

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...