Urubici pode não ser uma das cidades mais divulgadas da Serra Catarinense, mas sem dúvida é mais bonita. Possui várias atrações naturais e por isso é o destino ideal para quem gosta de ecoturismo e turismo de aventura. Também é uma cidade muito fria e costuma registrar neve no inverno. Seus pontos turísticos são de fácil acesso e podem ser visitados em apenas um dia. Neste post vou descrever como foi o meu passeio pela cidade.

(Atualizado em Julho de 2018)

Morro da Igreja - Urubici/SC
Morro da Igreja –  Urubici/SC

 

 

Este artigo faz parte de uma série de posts sobre a Serra Catarinense
Clique aqui para acessar o índice com todos as dicas da região e de outras cidades de SC

 

Veja também:
Roteiro de 3 dias na Serra Catarinense
Roteiro de 5 dias nas praias de Florianópolis
Feriadão em Floripa: Roteiro de 3 dias
Roteiro de 4 dias em Balneário Camboriú
Roteiro de 3 dias em Gramado e Canela

 

O município de Urubici está situado no Vale do Rio Urubici, na Serra Catarinense, a 60 km de São Joaquim, 158 km de Florianópolis e 454 km de Porto Alegre. É uma cidade pequena, com pouco mais de 10 mil habitantes. A área urbana está localizada num vale cercado de montanhas. A natureza do município é considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, pois faz parte da Reserva Mundial da Biosfera da Floresta Atlântica.

Eu escolho sempre me hospedar em Urubici nas minhas viagens à Serra pela localização centralizada, pela quantidade de atrações, pelos bons restaurantes e pelas opções de hospedagem. Já fiquei duas vezes no Serra Bella Hospedaria Rural, cujo relato da estadia pode ser lido neste post, e também já fiquei uma vez na Pousada Trinca Ferro, relatada neste outro post.

Se você deseja reservar o seu hotel na Serra Catarinense, seja em Urubici ou algum outro município próximo, veja algumas sugestões do blog no post “Onde ficar na Serra Catarinense: dicas de hotéis“.

 

Para chegar na cidade, peguei a BR-282 partindo de Florianópolis e ao passar pelo município de Bom Retiro entrei na Rodovia SC-430. As estrada são bem sinalizadas e não são duplicadas. No acesso à Urubici há várias placas ao longo da rodovia indicando a possibilidade de gelo e pista escorregadia. Além disso, é frequente a presença de nevoeiros, que dificultam a visibilidade dos motoristas.

Se você pretende alugar um carro para visitar a Serra Catarinense, faça sua cotação e reserva pelo RentCars, o portal que garante o melhor preço na sua locação, faz cobrança em reais e sem taxa de IOF, permite parcelar em até 12x no cartão, dá 5% de desconto no boleto e oferece atendimento em português.

 

 

BR-282 - Serra Catarinense
BR-282

 

É muito fácil de locomover por Urubici. São basicamente duas grandes avenidas que se cruzam e dois bairros principais. A rodovia SC-430 localmente é chamada de Av. Pref. Natal Zilli, depois vira Av. Adolfo Konder e é a principal via da cidade. Ela cruza a cidade e segue em direção ao município de São Joaquim. A outra rodovia é a SC-439, que cruza a 430 e segue em direção à Serra do Corvo Branco e o município de Grão-Pará. Localmente ela é chamada de Av. Rodolfo Andermann. O cruzamento das rodovias acontece no bairro Esquina, uma das áreas mais movimentadas da cidade, onde está o único semáforo de Urubici. O Centro é o maior bairro e nele está a Igreja Matriz e a Prefeitura.

Av. Adolfo Konder - Urubici/SC
Av. Adolfo Konder

 

Bairro Esquina - Urubici/SC
Bairro Esquina

 

Igreja Matriz de Urubici/SC
Igreja Matriz

 

Informações Turísticas de Urubici/SC
Informações Turísticas

 

Antes de começar meu passeio, parei na casa de informações turísticas, na Av. Adolfo Konder, para pegar um mapa turístico da região e tirar algumas dúvidas. Como eu cheguei na parte da tarde, dividi o meu passeio em Urubici em dois dias, uma tarde e uma manhã. Mas se eu tivesse começado de manhã cedo, conseguiria ver tudo em um único dia com tranquilidade.

A primeira atração visitada foi uma das mais conhecidas da Serra Catarinense, o Morro da Igreja, o ponto mais alto habitado da região sul do Brasil, situado a 1822 metros de altitude. A vista panorâmica do alto do morro é incrível, é possível avistar a Pedra Furada e em dias com boa visibilidade até o mar, a 100 km de distância. É um dos locais com maior de registro de neve no país e fica lotado de turistas quando o fenômeno ocorre. A estrada que dá acesso ao Morro da Igreja possui outra bela atração, que foi visitada logo em seguida, a Cascata Véu de Noiva, que possui 62 metros de altura, com a água escorrendo por um paredão. O acesso ao Morro da Igreja é gratuito, mas para entrar no terreno onde encontra-se a cascata há uma taxa de 5 reais por pessoa.

Desde novembro de 2013, a visita ao Morro da Igreja passou a ser controlada. Devido ao excessivo número de veículos e consequentemente os problemas que estes têm gerado, o acesso ao local será limitado. As autorizações para visitação devem ser retiradas junto ao ICMBIO na sede do Parque Nacional de São Joaquim. Av Felicíssimo Rodrigues Sobrinho, 1542 – Bairro Esquina – Urubici – SC, entre as 08:00 e as 12:00 e entre as 13:00 e as 17:00.

(Atualização – Julho de 2018: a estrada que dá acesso ao topo do Morro da Igreja encontra-se em obras, por isso a visita ao mirante está suspensa por tempo indeterminado. A visita à Cascata Véu de Noiva, que fica no meio do caminho, continua funcionando normalmente, mas depois dela a estrada está bloqueada para visitantes, impedindo o acesso ao topo do morro. Atualizarei este post assim que as visitação seja liberada novamente).

ATENÇÃO: Haverá uma liberação da visita durante os feriadões, de 7 a 9 de setembro e também de 12 a 14 de outubro. É preciso pegar a autorização no dia da visita, na sede do ICMBIO em Urubici, com limite de 200 veículos por dia.

Mais informações destas duas atrações, como localização, forma de acesso, fotos e vídeos podem ser vistas no post “Urubici – Morro da Igreja, Pedra Furada e Cascata Véu de Noiva“.

 

Pedra Furada - Morro da Igreja - Urubici/SC
Pedra Furada – Morro da Igreja

 

Cascata Véu de Noiva - Urubici/SC
Cascata Véu de Noiva

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as nas redes sociais utilizando os botões no canto esquerdo da tela
ou utilize a barra inferior para enviar também pelo whatsapp

 

Em seguida visitamos a Serra do Corvo Branco, que fica ao longo da mesma rodovia que dá acesso à estrada do Morro da Igreja. No início da serra, a estrada passa pelo meio de dois enormes paredões de 90 metros de altura, num local que é considerado o maior corte em rocha arenítica do Brasil. A estrada estreita e as curvas que surgem logo em seguida, descendo a serra, deixam o cenário ainda mais interessante.

Na volta da serra para a cidade ainda fizemos uma parada na Gruta Nossa Senhora de Lourdes, que também encontra-se na mesma rodovia. No local há a imagem de vários santos e um pequeno altar onde são celebradas missas. A gruta está numa área natural cercada de paredões e possui uma bela cascata, com mais de dez metros de altura.

Mais detalhes e fotos das duas atrações podem ser encontradas no post “Urubici – Serra do Corvo Branco e Gruta Nossa Senhora de Lourdes“.

Serra do Corvo Branco - Urubici/SC
Serra do Corvo Branco

 

Gruta Nossa Senhora de Lourdes - Urubici/SC
Gruta Nossa Senhora de Lourdes

 

Na manhã seguinte visitamos as outras atrações e a primeira delas foi o Morro do Campestre, que possui como principal atrativo uma formação de arenito peculiar, a 1380 metros acima do nível do mar. Tive que subir o morro a pé, numa caminhada de quase meia hora, pois a estrada estava péssima e não conseguimos subir como carro. Mas o esforço compensou, pois o local é incrível.

Publiquei várias fotos e vídeos no post “Urubici – Morro do Campestre, Cascata do Avencal e Inscrições Rupestres“.

Visitei novamente o Morro do Campestre em julho de 2017 e as condições da estrada estavam bem melhores, consegui ir com o carro até o fim da estrada. Depois para alcançar o topo do morro, fiz uma pequena trilha. O acesso ao local está custando 5 reais por pessoa e o pagamento é feito antes da subida, numa casinha que fica na entrada do terreno.

Morro do Campestre - Urubici/SC
Morro do Campestre

 

Em seguida voltamos para a cidade, passamos pelo Centro e pegamos a rodovia SC-430 em direção à São Joaquim para visitar algumas atrações localizadas ao longo da estrada, logo na saída de Urubici, começando pelas Inscrições Rupestres, que foram deixadas por povos que habitaram a região há mais de 3000 anos. Próximo a elas está o Mirante do Avencal, na beira da estrada, que permite ter uma visão panorâmica de todo o município de Urubici.

Inscrições Rupestres - Urubici/SC
Inscrições Rupestres

 

Urubici, vista do Mirante do Avencal
Urubici, vista do Mirante do Avencal

 

Alugue um carro para visitar a Serra Catarinense no portal RentCars.com
Cobrança em reais, sem taxa de IOF, parcele em até 12x

 

A última atração visitada foi a Cascata do Avencal, uma queda d’água incrível, com 100 metros de altura. Seu acesso é fácil se dá por uma estrada a partir da rodovia SC-430. Ela fica dentro de uma propriedade particular que possui dois mirantes, para avista-la de diferentes ângulos. O acesso é ao terreno é pago e custa 7 reais por pessoa. Há também algumas atividades pagas à parte, como tirolesa, passeio à cavalo, tiro ao alvo e pedalinho.

Fotos e vídeos desta maravilha da natureza também podem ser vistas no post “Urubici – Morro do Campestre, Cascata do Avencal e Inscrições Rupestres“.

Cascata do Avencal - Urubici/SC
Cascata do Avencal

 

Meu passeio em Urubici foi muito melhor do que eu esperava. A cidade foi uma grande surpresa, não só pelas belezas naturais, mas também pelos bons restaurantes e pela receptividade dos habitantes em todos os lugares que visitamos. Apesar de ser uma cidade pequena, tem um potencial enorme que poderia ser muito mais bem explorado em termos de divulgação pelos órgãos de turismo. A mídia insiste em divulgar São Joaquim como o principal destino de inverno de Santa Catarina, mas como eu já falei no post “Um dia em São Joaquim, a cidade mais fria do Brasil“, a cidade é sem graça e com poucos atrativos interessantes. Na minha opinião, Urubici “dá um banho” em qualquer outra cidade da Serra Catarinense.

Para finalizar este post, segue um mapa com a localização de todas as atrações visitadas…


Visualizar Urubici – Serra Catarinense em um mapa maior

 

Se você gostou das dicas e pretende ficar hospedado em Urubici, como eu já fiz em três ocasiões, veja algumas sugestões de pousadas e hotéis no post “Onde ficar na Serra Catarinense: dicas de hotéis“.

 

Acesse o índice de posts com todas as dicas da Serra Catarinense

Veja dicas de outras cidades catarinenses na página Dicas Floripa e Santa Catarina

 

⇒ PARA SUA VIAGEM ⇐

+ Seguro Viagem
Para fazer uma viagem tranquila e segura, lembre-se de adquirir o seu seguro de viagem na SegurosPromo, que compara a cotação de algumas das principais operadoras de seguros do mercado, sempre com os melhores preços. Obtenha 5% de desconto na sua compra inserindo o código promocional MEUSROTEIROS5 no campo indicado da tela de pagamento. Você pode pagar o seu seguro em até 12x no cartão, mas se preferir pagar no boleto, ganha na hora mais 5% de desconto.

+ Hotéis
Confira as melhores ofertas de hotéis em FloripaUrubici, Bom Jardim da Serra ou São Joaquim no Booking, site parceiro do blog desde 2012.

+ Aluguel de Carro
Se você está pensando em alugar um carro, faça sua cotação e reserva pela RentCars, o portal que garante o melhor preço na sua locação, faz cobrança em reais e sem taxa de IOF, permite parcelar em até 12x no cartão, dá 5% de desconto no boleto e oferece atendimento em português.

 

Posts Relacionados:
Roteiro de 3 dias na Serra Catarinense
Neve na Serra Catarinense: em busca dos flocos em Urubici e São Joaquim
Onde comer em Urubici, na Serra Catarinense
Um dia em São Joaquim, a cidade mais fria do Brasil
O Mirante e a Estrada da Serra do Rio do Rastro, na Serra Catarinense

 

⇒ REDES SOCIAIS ⇐

+ Siga o blog no Instagram @meusroteirosdeviagem e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

+ Curta e compartilhe os posts no Facebook seguindo a fan page do Meus Roteiros de Viagem