Top Menu

Valle Nevado Ski Resort: a maior estação de esqui da América do Sul

O Valle Nevado é um grande complexo localizado no meio da Cordilheira dos Andes que reúne pistas de esqui, hotéis, apartamentos e restaurantes, considerado um dos principais destinos turísticos do inverno chileno. Na minha viagem para Santiago tive a oportunidade de visita-lo durante uma tarde e nesse post vou mostrar todos os detalhes, como a estrada para chegar, o que ver e fazer, onde comer e muito mais. São dezenas de fotos e alguns vídeos de um dos melhores passeios que eu fiz nessa viagem.

Subindo a Cordilheira dos Andes a caminho do Valle Nevado
Subindo a Cordilheira dos Andes a caminho do Valle Nevado

 

Veja também:
Um Passeio em Valparaíso – Chile
Uma tarde em Viña del Mar – Chile
Onde se hospedar em Santiago: dicas de hotéis

 

A temporada de esqui só começa a partir da metade do mês de junho e se estende até o mês de outubro, mas mesmo sem neve e com as pistas fechadas é possível visitar o Valle Nevado durante o ano inteiro. Eu fui no final de abril e as montanhas mais altas já estavam cobertas de neve, mas nos arredores do complexo, onde ficam os hotéis, ainda não havia neve. Mesmo assim o passeio foi muito interessante, com paisagens incríveis e que só aumentaram minha vontade de voltar lá durante a alta temporada para aprender a esquiar.

O Valle Nevado está localizado a pouco mais de 50 km da cidade de Santiago, na Cordilheira dos Andes. Apesar de ser uma distância curta, o trajeto dura em torno de 2 horas, pois a estrada é bem complicada. Existem diversas maneiras de se fazer esse deslocamento. Uma delas é através de agências de turismo locais como a Turistik ou Turistour, que oferecem passeios de meio período com preços em torno de R$100,00 por pessoa. Estes passeios são mais para conhecer o lugar do que para curtir, pois dificilmente você terá tempo para esquiar ou curtir a neve com mais liberdade, já que estará numa excursão que precisa cumprir roteiros e horários. Minha opinião sobre essas agências pode ser encontrada no post Vale a pena fazer passeios em Santiago com uma empresa de turismo local?“. 

Outra forma é utilizando o transfer de agências especializadas, como a Ski Total ou a Ski Van, que fazem o transporte dos passageiros geralmente em vans, muito mais seguro que grandes ônibus das agências de turismo. Elas oferecem diversas opções de passeios relacionados ao esqui e também fazem o aluguel de equipamentos de esqui e de roupas necessárias para enfrentar o frio e a neve.

A terceira forma é ir por conta própria dirigindo um carro. Não é a maneira mais aconselhável, pois a estrada possui um nível de dificuldade muito alto e no inverno pode ficar escorregadia e coberta de neve, sendo obrigatório o uso de corrente nas rodas. Para nós brasileiros, que não estamos acostumados, pode ser perigoso dirigir nessas condições.

Costanera Norte - Santiago
Costanera Norte

 

Como eu fui em abril e ainda não havia neve, decidimos ir por conta própria dirigindo o carro que alugamos com a locadora United (veja o post “Alugando um carro em Santiago e dirigindo pelas montanhas e estradas do Chile“) . Foi uma grande aventura por causa da estrada confusa, esburacada e cheia de curvas, mas valeu muito a pena e não tivemos nenhum tipo de problema durante o trajeto.

Partindo do centro da cidade é preciso pegar a rodovia Costanera Norte em direção ao bairro Las Condes, como se estivesse indo para o shopping Parque Arauco. A estrada passa a se chamar Las Condes e segue em direção à Cordilheira. Uns 200 metros depois do shopping Mall Sport haverá uma bifurcação, onde é preciso pegar a direita para entrar no Camino para Farellones. Há uma placa indicando a entrada desta via. A partir daí começa o caminho entre as montanhas, numa pista estreita, porém com asfalto de boa qualidade nesta primeira etapa.

No final deste post há um mapa indicando todo o traçado, partindo de Santiago até o Valle Nevado.

Camino a Farellones - Santiago
Camino a Farellones

 

Montanhas no Chile
As primeiras montanhas

 

Após percorrer aproximadamente 15 km pela Camino a Farellones aparece a próxima bifurcação e é aí que a aventura começa pra valer. Há uma grande placa, que pode ser vista na foto abaixo, indicando a direção das estações de esqui, todas elas pelo menos caminho, à direita.

A partir desse ponto a estrada possui um esquema de horários especial. Durante a semana, de segunda a sexta, ela é de mão dupla durante todo o dia. Mas aos sábados, domingos e feriados, ela é de mão única para subida das 8h às 13h e de descida das 16h às 20h. Esses horários podem ser alterados conforme instruções dos Carabineros de Chile, os policiais que fiscalizam a estrada.

Pode-se dizer que essa estrada é divida em três etapas. A primeira delas é uma sequência de 40 curvas de todos os ângulos e inclinações. Todas elas são numeradas, assim o motorista pode saber se falta muito para o sofrimento terminar. O asfalto é de qualidade ruim e há muitos buracos e pedras na pista. Em determinadas partes a pista está na beira de abismos muito altos.

Bifurcação

 

Curvas numeradas - Valle Nevado
Curvas nº 8

 

Sequência de curvas numeradas - Valle Nevado
Sequência de curvas numeradas

 

As primeiras montanhas com neve - Valle Nevado
As primeiras montanhas com neve

 

Estrada para o Valle Nevado

Nessa primeira etapa da subida fiz um vídeo que mostra bem como é a estrada… só para constar, eu era o passageiro, por isso consegui tirar tantas fotos e vídeos no deslocamento. O motorista precisa de atenção total na estrada o tempo todo!

 

Ao longo da estrada há alguns mirantes onde é possível parar para curtir o visual. É interessante fazer pelo menos umas duas paradas, não só para tirar fotos e para o motorista descansar, mas também para ir se acostumando com a diferença de altitude, já que o passeio se inicia a aproximadamente 800 metros acima do nível do mar e termina a 3000 metros de altitude. Essa mudança brusca em um curto período de tempo pode fazer mal pra algumas pessoas mais sensíveis. Há algumas placas pela estrada indicando a altitude e várias sinalizações de atenção, principalmente em relação às curvas e ao gelo na pista.

Mirante na estrada - Valle Nevado
Mirante na estrada a 1800 metros de altitude

 

A vista do mirante - Cordilheira dos Andes
A vista do mirante

 

Placas de sinalização na estrada para o Valle Nevado
Placas de alerta

 

Placas de sinalização na estrada para o Valle Nevado

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as com sues amigos nas redes sociais
utilizando os botões coloridos no canto esquerdo da tela

Após 15 km de curvas e subidas, aparece uma nova divisão na estrada. Ela divide o caminho entre os que desejam seguir para a estação Farellones à esquerda, ou continuar em direção ao Valle Nevado pela direita.   A partir deste ponto a estrada passa a se Camino Valle Nevado e inicia-se a segunda etapa, que é uma espécie de planalto, com uma sequência de retas, curvas pequenas e até algumas descidas.

Divisão na estrada para Farellones ou Valle Nevado
Divisão na estrada para Farellones ou Valle Nevado

 

Animais na estrada para o Valle Nevado
Animais na pista

 

A caminho do Valle Nevado
A caminho do Valle Nevado

 

No final desta segunda etapa fiz outro vídeo, onde já é possível ver os hotéis lá no alto da montanha….

 

Depois de mais uns 6 km começa a terceira e última etapa, uma nova sequência de curvas com pouca proteção e muitas pedras e buracos ao longo do caminho.

Montanhas com neve no Valle Nevado
Montanhas com neve no Valle Nevado

 

Os hotéis do Valle Nevado
Os hotéis do Valle Nevado

 

Curva no caminho para o Valle Nevado
Uma das últimas curvas

 

Placa na chegada do Valle Nevado
Placa na chegada do Valle Nevado

 

A estrada termina no complexo de hotéis e apartamentos do Valle Nevado, onde há um grande estacionamento para os visitantes. Como era abril e temporada ainda não tinha começado, as obras estavam a todo vapor, com muitas ampliações e reformas sendo feitas para deixar tudo preparado para o próximo inverno.

O Valle Nevado Ski Resort possui três hotéis: Hotel Valle Nevado, Hotel Puerta del Sol e Hotel Tres Puntas. Os preços são extremamente caros. Um pacote de 4 diárias para 2 pessoas no mês de junho custa a partir de US$1.544,00 dólares, alto em torno de R$ 3.000,00. Já para o mês de julho, um pacote de 7 diárias pode custar a partir de US$ 3.276,00, mais de R$ 6.000,00. Há ainda a opção de alugar um apartamento num dos quatro condomínios localizados próximos aos hotéis. Durante a alta temporada funcionam no local 7 restaurantes, 4 bares e várias lojas. Há ainda serviços como academia, sauna, spa, entre outros.

Tapume de obras

 

Hotel Puerta del Sol - Valle Nevado
Hotel Puerta del Sol

 

Pistas de esqui do Valle Nevado
Pistas de esqui do Valle Nevado

 

Valle Nevado

Também fiz um vídeo lá em cima. Nele é possível ver as montanhas com neve e o principal hotel do resort…

 

Como eu falei no início do post, é possível visitar o Valle Nevado durante o ano todo. Há algumas atividades de verão para os finais de semana do período de baixa temporada, como tirolesa, escalada, trekking e cavalgada pelas montanhas. Algumas lojas e restaurantes também ficam abertos fora de temporada. Aproveitei minha visita para almoçar lá, no restaurante Le Fourchette, sobre o qual eu já falei no post “Dicas de Restaurantes em Santiago“. Não foi dos mais baratos, mas a comida estava boa e nós sentamos numa mesa junto à janela, com um visual incrível das montanhas. Não é todo dia que se tem a oportunidade de almoçar num lugar desses, então compensou!

Lojas

 

Restaurante La Fourchette - Valle Nevado
Restaurante La Fourchette

 

Montanhas do Valle Nevado
Vista da mesa do restaurante

 

Falando um pouco das pistas de esqui e snowboard, que afinal são o principal atrativo do Valle Nevado, ao todo são 49 divididas em quatro categorias, sendo 9 para esquiadores experts, 19 para avançados, 14 para intermediários e 4 para iniciantes. Para transportar os visitantes, 14 teleféricos estão distribuídos por todo o complexo. Um novo está sendo coberto e vai ser o primeiro do Chile com cabine coberta. A previsão é inaugurar ainda durante este inverno, mas pelo que eu vi, não sei se vai dar tempo.

Valle Nevado
Valle Nevado

 

Cordilheira dos Andes
Cordilheira dos Andes

 

Obras do novo teleférico no Valle Nevado
Obras do novo teleférico

 

Gôndolas do novo teleférico do Valle Nevado
Gôndolas do novo teleférico

 

Quem vai esquiar ou visitar o Valle Nevado na temporada de neve não pode esquecer de levar equipamentos e roupas apropriadas. Há algumas lojas no local que oferecem o equipamento destes acessórios. Fora de temporada não é necessário, mas é bom ir preparado para o frio. Quando eu fui peguei temperaturas em torno de 5 a 10 graus, mesmo com sol.

Infelizmente não tive contato com a neve, pois ela estava só nas montanhas ao redor do complexo. Mas quem foi ao local no dia 27 de abril, exatamente uma semana após a minha visita, enfrentou uma nevasca muito forte que acumulou tanta neve que parecia ser inverno, como pode ser visto nessa foto.

Valle Nevado – 27 de abril de 2012 (fonte: facebook.com/vallenevadobrasil)

 

Depois de algumas horas no Valle Nevado, pegamos a estrada de volta, antes do anoitecer. A descida, obviamente, foi muito mais rápida que a subida, mas sempre com muito cuidado pra não passar direto em nenhuma curva.

Descendo na estrada para o Valle Nevado
Descendo a montanha

 

Cordilheira dos Andes - Chile

Cordilheira dos Andes - Chile
Na descida, pra variar, fiz mais um vídeo da estrada e das montanhas…

 

Tivemos o azar de encontrar um caminhão pelo caminho de gás bem na etapa das curvas mais difíceis e acabamos perdendo um tempo. Para compensar, tivemos a oportunidade de observar o belíssimo por do sol da Cordilheira dos Andes.

Na beira da estrada

 

Caminhão passando trabalho nas curvas

 

Fim de tarde na Cordilheira dos Andes
Fim de tarde

 

Por do sol na Cordilheira dos Andes
Por do sol na Cordilheira dos Andes


ANDESTESTEFOTO

Uma sugestão de parada na volta para a cidade é o shopping Parque Arauco, que fica no meio do caminho. Mais informações sobre podem ser encontradas no post “Dicas de Compras em Santiago: shoppings, outlets e lojas de departamento“.

 

Confira no mapa a localização do Valle Nevado e o trajeto a partir da cidade de Santiago…


Visualizar Como chegar no Valle Nevado – Chile em um mapa maior

 

Posts Relacionados:
Roteiro de 3 dias em Santiago do Chile
Santiago – Degustação de Vinhos na Vinícola Concha y Toro
Santiago – Cerro San Cristóbal e o Museu La Chascona
Santiago – O Centro da Cidade: Mercado Central, Plaza de Armas, Catedral e Museus
Santiago – Tour no Palacio de La Moneda, a sede do governo chileno
Santiago – Cerro Santa Lucía e o mirante para a Cordilheira dos Andes
Dicas de Restaurantes em Santiago
Dicas de Compras em Santiago: shoppings, outlets e lojas de departamento

Veja também outras estradas em montanhas já publicadas no blog…
Cidade do Cabo – Hout Bay, a estrada Champan’s Peak Drive e pinguins em Boulders
O Mirante e a Estrada da Serra do Rio do Rastro, na Serra Catarinense

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

66 Responses to Valle Nevado Ski Resort: a maior estação de esqui da América do Sul

  1. Relatos de Turista 9 de maio de 2012 at 19:27 #

    Olá Diego! Ótimo post sobre o Valle Nevado que é realmente um dos pontos altos da viagem ao Chile. A paisagem é de tirar o fôlego! Parabéns pelo blog. Gostei muito!

    Um abraço, Fabiana.
    http://relatosdeturista.blogspot.com.br

    • Diego 10 de maio de 2012 at 19:16 #

      Oi Fabiana, obrigado pela mensagem. A paisagem das montanhas realmente é incrível!
      Depois vou passar lá no seu blog pra conhecer, um abraço.

  2. Raquel Bell 22 de maio de 2012 at 14:29 #

    oiee Diego,
    Tirei uma semana de férias inesperada e estou super em dúvida se vou pra Buenos Aires ou para o Chile, queria muito esquiar mas ainda não está na temporada, vale a pena ir somente conhecer o Valle Nevado e pernoitar? ou um bate-volta é suficiente?

    até
    :)

    • Diego 22 de maio de 2012 at 14:41 #

      Oi Raquel!

      Como a temporada de esqui ainda não começou, um bate-volta é suficiente e você já vai conseguir ter contato com a neve. Não sei se vai conseguir esquiar, mas pode tentar.

      abs
      Diego

  3. Anonymous 24 de maio de 2012 at 1:56 #

    Olá Diego!!!
    Primeiramente parabéns pelo blog.
    Eu e meu marido iremos para Santigo no período de 23/6 a 03/7, gostaríamos de algumas dicas:
    - O que levar: dólar, pesos chilenos, cartão? Trocar em Santiago ou levar daqui?
    - Hotel: ficaremos 3 dias no Hotel Gen, alguma sugestão para os demais dias?
    dê preferência barato.
    Vc chegou a ficar em Hostel? Vale a pena?

    Obrigada, Raquel

  4. Diego 25 de maio de 2012 at 19:25 #

    Oi Raquel, obrigado pelo elogio.
    Dá uma olhada no meu post “Casas de câmbio em Santiago”. Lá eu falo mais sobre a moeda e indico as melhores casas pra trocar dinheiro, com cotação em real e dólar. Não fiquei em hostel, por isso não sei te indicar algum que vale a pena. Publiquei um post sobre o hotel que eu fiquei “NH Ciudad de Santiago”.

    abs
    Diego

  5. Alberto 26 de setembro de 2012 at 13:59 #

    Diego,

    Parabéns pelas informações, estarei indo na próxima semana (ficaremos do dia 04 ao dia 07/10/2012) para Santiago, gostaria de saber se você tem informações sobre o clima pretendemos ir para o Valle Nevado de carro como você fez, minha pergunta também, se tiver neve eu consigo ir?

    obrigado!

    • Diego M. 26 de setembro de 2012 at 19:21 #

      Oi Alberto, pelo que vi na previsão vai estar bastante frio na próxima semana, mas com pouca neve. Se estiver nevando, atenção redobrada caso você vá dirigindo, é necessário colocar correntes nas rodas do carro. Para acompanhar a previsão do tempo, dá uma olhada nesse site: http://www.windguru.cz/pt/index.php?sc=149009

      abs
      Diego

  6. Davi 21 de novembro de 2012 at 15:56 #

    Caro Diego,

    Em primeiro lugar parabéns pelos seus posts. São bastante descritivos, com uma grande riqueza de detalhes.
    Eu e minha esposa iremos para Santiago neste fim de semana (24/11/2012). Gostaríamos de saber que horas você saiu de Santiago rumo ao Valle Nevado e quanto tempo você ficou lá em cima.

    Obrigado,

    • Diego M. 22 de novembro de 2012 at 14:11 #

      Oi Davi, obrigado pelos elogios. Eu saí de Santiago por volta do meio-dia e voltei no final da tarde, pouco antes do por do sol, pra não descer a montanha no escuro. Fiquei umas 3 horas lá apenas, o tempo suficiente para almoçar e tirar algumas fotos. Como a estação tava fechada e tinha pouca neve, não havia muito o que fazer. Mesmo assim a vista é linda, tanto lá em cima como ao longo do caminho. Depois deixe uma mensagem dizendo se gostou. Um abraço!

  7. Edgar 30 de dezembro de 2012 at 17:04 #

    Olá, Diego.

    Eu e minha esposa estivemos no Chile de 22 a 28/08 de 2012 e suas dicas foram muito úteis. Santiago, Valparaiso, Vina del Mar, a cordilheira…tudo muito lindo.

    Como fomos no inverno, ao contrário de vc, vimos muita neve. Optamos por passar três dias e três noites no Hotel-Pousada Farellones. Conhecemos Farellones, La Parva e El Colorado.

    Apesar da hospedagem ser bem cara, como vc disse, valeu cada centavo. Afinal, não é um passeio que se faça todos os dias, né?

    Por isso recomendamos: quam gostar de frio e neve dê um jeitinho e se hospede lá em cima, pois não vai se arrepender. Ir um dia no bate e volta é insuficiente pra desfrutar de toda aquela maravilha.

    E em relação aos passeios recomendamos tambem a Souza’s Tur, uma agencia de brasileiros que nos atendeu muito bem em alguns translados e passeios que fizemos.

    E volte lá pra esquiar…é tudo de bom!!!

    Abraços.

    • Diego M. 31 de dezembro de 2012 at 10:09 #

      Oi Edgar, muito obrigado pelas informações!!!
      Pretendo voltar à Cordilheira no inverno para curtir um pouco da neve nas estações.
      Grande abraço :)

    • Vanessa Moura 5 de julho de 2013 at 21:14 #

      Olá Edgar!
      Em relação a essa empresa Souza’s Tur, qual tipo de passei você fez, quanto foi? Desde já, obrigada!!

      • Edgar Chaves 9 de julho de 2013 at 20:41 #

        Oi, Vanessa, td bem?
        Pela Souza´s Tur fizemos os seguintes passeios: jantar no Bali Hai (maravilhoso), passeio de um dia por Vina Del Mar e Valparaíso na modalidade exclusiva (somente em e minha esposa e o motorista…sensacional) e os translados de ida e volta para a pousada em Farellones em dias diferentes.
        Em relação aos preços não lembro bem, até porque são cotados em dólar e o dólar deu uma subida, né? Mas em agosto do ano passado com certeza eram os melhores preços, pos pesquisamos bastante. E vai uma dica: é melhor levar os dólares e pagar logo após os passeios.
        No mais é melhor entrar em contato diretamente com eles pelo site pra ver o detalhe dos preços.
        Qualquer coisa fique a vontade para tirar mais dúvidas mandando um email pra gente: edgarchaves@bol.com.br.
        Abraços.

        • Diego M. 9 de julho de 2013 at 23:16 #

          Oi Edgar, obrigado pela contribuição. Um abraço!

  8. Thiago 19 de fevereiro de 2013 at 22:52 #

    Olá, Diego!
    Ótimas dicas para Santiago.. estão ajudando bastante a montar o meu roteiro de viagem..

    Chego em Santiago dia 21/04, mas vou do aeroporto direto pra Valparaíso.. passo a noite lá e no dia seguinte conheço Viña del Mar e, após o almoço, sigo de volta para Santiago passando pelo Valle de Casablanca para conhecer uma das vinícolas dali.

    Na terça feira, 23/04, pretendo subir até Valle Nevado de carro.. só fiquei um pouco apreensivo com a foto da tal nevasca nos últimos dias de abril.. queria saber se tem alguma forma de saber como está o tempo lá em cima antes da subida.. ão queria ter uma surpresa no meio do caminho, já que a estrada é bem complicada e deve ser muito difícil dirigir com neve..

    Desde já, obrigado.
    Um abraço, Thiago.

    • Diego M. 20 de fevereiro de 2013 at 13:08 #

      Oi Thiago, obrigado pela mensagem. Na parte superior do site vallenevado.com você consegue ver em tempo real a temperatura lá na estação, imagens de webcam ao vivo e também se a estrada está aberta ou fechada. Um abraço!

  9. Frederico 22 de fevereiro de 2013 at 15:53 #

    Olá, estou pensando ir ao Chile em maio, e gostaria de visitar o valle nevado, mas queria ter o contato com a neve! Você sabe se em maio já é época de nevasca por lá? Pretendo ficar de 10 a 14 de maio. Grato

    • Diego M. 24 de fevereiro de 2013 at 20:34 #

      Oi Frederico. Difícil prever se nessa época ja vai ter nevasca… geralmente elas ocorrem a partir de junho, mas você sabe que o tempo é imprevisível né. Um abraço

  10. Gustavo 6 de março de 2013 at 22:44 #

    Diego, qual o valor dos pratos no La Foirchette? Sei que é o mais caro e quero ter uma noção por ele.

    Obrigado.

    • Diego M. 7 de março de 2013 at 11:53 #

      Oi Gustavo, vou ficar te devendo essa informação exata, pois eu realmente esqueci de anotar os preços, mas foi algo em torno de $10.000 CLP, aproximadamente R$ 40,00 cada prato. Um abraço!

  11. Thomas Dietrich 7 de março de 2013 at 17:46 #

    Oi pessoal adorei tb as dicas, gostaria de dica de Locadora de carro pois achei uma transbetel e els nao estao dando retorno
    obrigado
    Thomas Dietrich

  12. Daniele 12 de março de 2013 at 10:08 #

    Oi Diego.

    Para ir aos centros de ski fechei com uma agencia que trabalham varios Brasileiros entendidos em montanha e neve.

    Eles tem um preço melhor e atendimento que outras agências e sabem bastante de ski e te ajudam muito mesmo.

    Com eles dá pra alugar equipamento de ski, roupa especial, skibunda e correntes pras rodas e são bem organizados.

    O site deles é: http://www.snowbus.cl

    E pra reservar ou fazer perguntas você escreve no:

    reservas@snowbus.cl

    Fale com Andrea ou Camila.

    Quem quiser alguma dica, fique a vontade (dannimene@gmail.com)

    Beijos!

    • Diego M. 12 de março de 2013 at 11:56 #

      Oi Daniele, obrigado pela dica. Um abraço!

      • bruno santos alves 18 de abril de 2013 at 22:03 #

        Boa noite Daniel estou meio desesperado com esse passeio do vale nevado e meio sem saber o que fazer, espero que você possa me ajudar.
        Vou no dia 23/06 e queria comprar o passeio já aqui no brasil em alguma agencia, só que o preço do casal aqui está por volta de 400 reais. Gostaria de saber se tem alguma agencia lá que eu consiga um valor mais em conta, e se eu devo comprar o passeio aqui ou dá para comprar lá tambem pagando um valor melhor??? Estão me botando medo informando que por causa da época possa ser que eu não encontre se eu demorar.
        Grato desde então, no aguardo.

        • Diego M. 18 de abril de 2013 at 22:20 #

          Oi Bruno, acabei de responder seu comentário no post “Vale a pena fazer passeios em Santiago…”

  13. Ana 25 de abril de 2013 at 13:52 #

    Olá Diego! Excelentes posts sobre o Chile! Muito obrigada pela sua ajuda!! Vou a Santiago dia 12/06/13 e volto dia 20/06/13. Gostaríamos de skiar.. Estamos pensando, já que sao 8 dias inteiros, em passar 3 dias em Santiago, 3 dias em Pucon e 2 no Vale Nevado.. o que vc acha?? Será que já se poderá skiar nos dias 18 e 19 de junho?? Ouvi falar que no Termas de Chillan neva antes do Vale Nevado, é verdade?? Se quisermos escolher um outro local no Chile para conhecer nesse tempo, seria Pucon?? =D

    • Diego M. 25 de abril de 2013 at 21:44 #

      Oi Ana, falei com o pessoal do Valle Nevado hoje numa feira de turismo e eles me disseram que os hotéis começam a funcionar a partir do dia 28 de junho, porém as pistas de esqui abrem antes, assim que a primeira nevasca forte permitir a prática de esqui, geralmente no início do mês de junho. Depois me diga se gostou, um abraço!

  14. valeria 19 de maio de 2013 at 14:49 #

    parabéns seus posts são ótimos uma linguagem clara e pontua todos os pontos, parece que viajamos de carona com vc rs…, esta sendo de grande ajuda na preparação da minha viagem, obrigada, bjokas valéria

    • Diego M. 19 de maio de 2013 at 19:31 #

      Obrigado Valeria, um abraço e boa viagem!

  15. Magno Costa 20 de maio de 2013 at 20:46 #

    Caro Diego,
    Estou planejando uma semana no Chile e, se soubesse antes dos seus posts, teria economizado muito tempo. Realmente é muito bom.
    Estou indo no próximo sábado e ficarei até a o dia 31. Caso queira que colete alguma informação in loco para você, estou à disposição.
    Forte Abraço,
    Magno

    • Diego M. 21 de maio de 2013 at 13:18 #

      Oi Magno, obrigado pela mensagem e por se dispor a ajudar. Quando voltar de viagem, deixe um novo comentário contando como foi sua experiência. Um abraço e boa viagem!

  16. Magno Costa 22 de maio de 2013 at 10:47 #

    Bom dia, Diego,
    Estou terminando minha programação para a viagem à Santiago, porém, não encontrei informações sobre alguns itens. Talvez possa me ajudar:
    – É obrigatório “cadeirinha infantil” nos automóveis?
    – Existe “Lei Seca”, igual a São Paulo e Rio de Janeiro?
    – E como é a “Lei sobre Tabagismo”, existe proibição para fumar em determinados lugares?
    – Reservei um carro na United e pretendo subir até o Valle Nevado. Pergunto, as correntes vem no carro? Como consegui-las?
    – E as gorgetas, como funcionam?
    Mais uma vez, muito obrigado pela atenção.
    Abraço,
    Magno Costa

    • Diego M. 22 de maio de 2013 at 13:51 #

      Oi Magno, desconheço a questão da cadeirinha e da lei de cigarro no Chile. Em relação à Lei Seca, não vi nenhuma blitz, mas acredito que as leis são tão severas quanto no Brasil, então é melhor não dirigir caso beba. Sobre as correntes, acredito que a locadora forneça com um custo adicional, mas na dúvida envie um email para eles perguntando isso. Nos restaurantes eu sempre dava 10% de serviço, como fazemos aqui no Brasil. Um abraço e boa viagem!

      • Magno Costa 22 de maio de 2013 at 15:15 #

        Obrigado novamente, Diego.
        Na volta comento sobre a viagem.
        Forte Abraço,
        Magno

  17. Andréa Muniz 27 de maio de 2013 at 20:10 #

    Estou pensando em ir para Santiago de 25/06 à 29/06/13. Me indique por favor uma agência de sua confiança para que eu possa fazer um passeio nos Lagos Andinos. tb quero ir ao vale nevado, qto tempo fica do centro de Santiago até o Vale ? Me indique tb por favor uma casa de câmbio por lá que eu possa procurar. Desde já agradeço sua atenção.
    Andréa Muniz

  18. Volney 4 de agosto de 2013 at 23:43 #

    Diego, obrigado pelas dicas. Já li quase todas (algumas ainda estão na fila).

    Vou ficar em Santiago a primeira quinzena de setembro e, pelo que entendi, a temporada de esqui vai estar no auge. Pretendo subir com carro alugado. Entendi que o caminho pode ter gelo, então tenho algumas dúvidas, que não sei se vc saberia responder:

    É obrigatório o uso de correntes nas rodas?

    Se sim, onde consigo? Na própria locadora?

    Vi que vc não passou por isso, mas pela experiência, talvez possa me dar alguma dica.

    Abraço e parabéns pelo site,
    Volney

    • Diego M. 5 de agosto de 2013 at 13:51 #

      Oi Volney. Se estiver nevando ou com neve na pista, o uso de correntes pode ser obrigatório, quem define isso é a polícia que controla a estrada. Na locadora elas são oferecidas como um serviço adicional, no mesmo esquema do GPS, por exemplo. Na volta me conte como foi. Um abraço e boa viagem!

  19. Volney 5 de agosto de 2013 at 15:21 #

    Uma dúvida básica: consigo esquiar (tem neve) no meio de setembro? É comum ter? Pretendo ir entre os dias 10 e 16/09.

    Abraço,
    Volney

  20. Fernanda Abreu 15 de agosto de 2013 at 10:30 #

    Oi Diego, parabéns pelo blog, excelente! Super completo!
    Estarei em Santiago de 24/08 à 31/08 e quero conhecer o Valle Nevado.
    Minha dúvida é, vc acha que vale a pena fazer aquele tour com empresa que conhece todos os parques ( “Visit the Andes” – Nevado, Colorado, Farellones e Parva) ou escolher um deles e passar o dia? Pergunto pois quero tentar esquiar claro, mas é mais por curiosidade, para conhecer, não vou passar o dia esquiando.
    O que vc recomenda? Valle Nevado mesmo se for escolher apenas 1?
    Vale a pena fazer particular ou com empresa especializada mesmo?
    Vou viajar com a minha mãe.

    Obrigada e novamente parabéns pelo blog, é maravilhoso!!

    Fernanda

    • Diego M. 15 de agosto de 2013 at 20:13 #

      Oi Fernanda, obrigado pela mensagem. Não conheço esse tour, mas deve ser bem corrido pra visitar tudo isso num dia só. Se você quer tentar esquiar, escolha apenas um deles para passar o dia. O Valle Nevado é bacana, tem um teleférico novo que te leva ao alto das montanhas… é um pouco caro, mas o lugar é 10! Nessa época é melhor contratar alguma empresa para não se incomodar de ter que dirigir na neve… aqui nos comentários tem algumas dicas de agências que oferecem o serviço. Na volta me diga como foi, um abraço e boa viagem!

  21. Camila 20 de agosto de 2013 at 22:15 #

    Ola
    Vc sabe se pelo final de setembro podemos subir de carro no valle nevado, ou precisamos de correntes?
    valeuuu

    • Diego M. 21 de agosto de 2013 at 13:12 #

      Oi Camila, não sei te dizer. Aconselho acompanhar as noticias do tempo no site e twitter do Valle Nevado, eles costumam informar as condições da pista. Um abraço!

  22. Mario Me 29 de dezembro de 2013 at 11:29 #

    Fiz o passeio ao Vale Nevado no verão com a empresa TuristTour. Pagamos 23.000 pesos chilenos por pessoa ($46 dólares). A empresa é pontual, nós buscaram e deixaram no hotel, os guias são excelentes no entanto este passeio não faria com eles novamente. O problema é que subimos de ônibus e não subiria de mais. O lugar é lindo, vale a pena conhecer, mas não subiria de ônibus.. Os chilenos correm muito, as curvas são perigosas e de ônibus tive a sensação de ser muito perigoso.
    Fiz o passeio das vinícolas com a mesma empresa e foi excelente.
    Abraços

    • Diego M. 29 de dezembro de 2013 at 21:43 #

      Oi Mario, agradeço o relato. Um abraço!

  23. Ricardo Abdo 8 de abril de 2014 at 16:54 #

    Olá Diego! Parabéns pelo excelente blog, está me ajudando enormemente no planejamento de viagem.

    Estou com uma dúvida : estarei em Santiago na primeira semana de setembro, e eu e minha esposa gostaríamos de conhecer o Valle Nevado, mas somente pra ver a neve, almoçar, curtir a paisagem, etc. A pergunta é: é cobrado algum tipo de entrada no recinto, considerando que não pretendemos fazer nenhuma atividade além do que descrevi?

    Muito obrigado!

    • Diego M. 9 de abril de 2014 at 12:42 #

      Oi Ricardo, obrigado pelas palavras. Não há cobrança de taxa não, eu fiz desse jeito, fui lá só para tirar umas fotos, curtir a paisagem e almoçar, sem pagar nada. Boa viagem, um abraço!

  24. Giancarlo 21 de junho de 2014 at 23:52 #

    Prezado Diego,
    Estou adorando os comentários e sugestões.
    Muito bacana.
    Vou viajar em agosto e moro em Salvador, minha noiva é friorenta e como não quero gastar muito comprando roupas, você sugere alugar, pois quando voltarmos não usaremos onde moramos.

    um forte abraço e parabéns pela iniciativa em dividir sua experiência, quando voltar com certeza ajudarei um pouco mais o pessoal.

    • Diego M. 22 de junho de 2014 at 0:17 #

      Oi Giancarlo, agradeço seu comentário. Acho que no caso de vocês compensa mais alugar mesmo, pois raramente vão precisar usar essas roupas de frio. Ao retornar me conte onde vocês conseguiram alugar e quanto custo. Um abraço e boa viagem!

  25. VANESSA 8 de julho de 2014 at 12:06 #

    Oi Diego,
    Boa tarde.
    Gostaria de saber se a partir do dia 19 de novembro a estrada para o Valle Nevado é tranquila para ir de carro. Obrigada.

    • Diego M. 8 de julho de 2014 at 22:46 #

      Oi Vanessa, nessa época deve ser bem tranquilo, pois já não terá mais neve. Abs!

  26. Emanuela 13 de julho de 2014 at 0:03 #

    Boa noite Diego

    Gostaria de dicas sobre uma agencia boa e barata :) para Valle nevado e Farellones, iremos fazer os dois no mesmo dia, pois não pretendemos esquiar Chegamos em Santiago dia 22/08. Desde já agradeço

  27. Paulo 28 de julho de 2014 at 7:58 #

    Bom dia!
    Tenho 500 mil pesos chilenos para vender, caso alguem se interesse favor entrar em contato, sou de Jundiai..
    Obrigado!!

  28. thiago 15 de setembro de 2014 at 11:46 #

    Ola, estou indo no fim deste mes (09/2014) e estou querendo comprar uns PESOS antes de ir … só que agora que li q vc é de Jundiai …
    sou de são paulo ( trabalho no centro )

    • Diego M. 15 de setembro de 2014 at 14:39 #

      Oi Thiago, você pode comprar pesos chilenos nas casas de câmbio da sua cidade, algumas delas podem ter essa moeda. Abs!

      • giancarlo 15 de setembro de 2014 at 14:47 #

        Ola Thiago. Fui para lá no mês passado e se você tiver como ligar para alguma casa de câmbio lá para saber a cotação real x peso e dolar x peso ajudará no processo. Antes de viajar liguei para algumas delas e levei tudo em dolar. No caso troquei no Brasil 4000mil em dolar que na época foi aprox 1820 dolares e quando cheguei lá o dolar estava de 567 pesos.
        Mais vantagem do que se eu tivesse levado em reais que estava 232 pesos.

        Veja se lhe for conveniente, até porque o dolar esta aumentando agora.

        Se eu tivesse levado os 4mil em reais trocaria por 928k pesos. Porem como levei em dolar troquei por 1031k

        Abracos e boa viagem

        • Vitor Eliseu 10 de outubro de 2014 at 13:37 #

          Olá Diego M.

          Estive em Santiago em Março desse ano e chegando lá minha esposa e eu compramos um passeio para a Cordilheira dos Andes, e ficamos impressionados com a beleza daquelas montanhas. Ficamos ospedados no Oporto Otel em Providência e visitamos outros pontos turísticos, porém o passeio na Cordilheira foi o melhor, alías foi a minha curiosidade em conhecer mais sobre Santiago antes da viagem que me fez decobrir o blog e ler quase todas as informações postadas aqui o que me deixou com uma expectativa ainda maior. Você deu uma ótima contribuição pra tornar nossa viagem melhor, Abraço

          • Diego M. 11 de outubro de 2014 at 11:18 #

            Muito obrigado pelo comentário. Um abraço!!!

  29. Vitor Eliseu 20 de outubro de 2014 at 12:05 #

    Correção:

    “Hospedados” – “Oporto Hotel”

  30. Anna 31 de outubro de 2014 at 15:41 #

    Oi Diego!

    Tudo bem com você?

    Na verdade, tentei deixar um comentário avisando sobre o link, mas problemas no meu navegador dificultaram uma coisa tão simples rsrsrs Paciência.

    Seu post está incrível, texto e fotos. Muito completo.

    Abraço,
    Anna

    • Diego M. 2 de novembro de 2014 at 9:30 #

      Oi Anna, muito obrigado pelo comentário. Um abraço!!!

  31. Luiz 16 de dezembro de 2014 at 10:27 #

    Bom dia, Pretendo ir pra Valle Nevado e gostaria de saber se você sentiu algum problema com a altitude , como dor de cabeça ou algo parecido… Pretendo levar minha mãe também, você tem ideia se pessoas idosas podem sofrer com essa altitude?

    • Diego M. 17 de dezembro de 2014 at 11:13 #

      Oi Luiz, como a mudança de altitude é muito brusca em pouco tempo, é comum sentir algum efeito colateral. Eu fiquei um pouco enjoado, mas nada que tenha atrapalhado meu passeio. Abs!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Valle Nevado sem neve: a Cordilheira em dias de Sol – CHILE | Miss Check-in - 21 de outubro de 2014

    […] – Para você, que pretende alugar um carro e ir por conta própria, indico o post detalhado do  Diego no http://www.meusroteirosdeviagem.com. […]

Deixe uma resposta