Na minha viagem para o Uruguai decidi alugar carro com a empresa Europcar para fazer meus passeios. A cidade de Montevidéu até possui um sistema de ônibus e táxis eficiente, mas optei pelo aluguel do veículo para poder visitar cidades distantes, tendo assim mais flexibilidade nos meus deslocamentos, sem falar na otimização de tempo para visitar várias atrações no mesmo dia. Neste post vou falar sobre o aluguel do carro e também sobre como foi dirigir pelas estradas uruguaias, em direção à Colonia del Sacramento e Punta del Este.

Ruta 1 - Uruguai
Ruta 1 – Estrada para Colonia del Sacramento

 


Veja também:
Onde se hospedar em Montevidéu: dicas de hotéis
Aeroporto de Montevidéu, o mais moderno da América Latina
Casas de Câmbio em Montevidéu, Punta del Este e Colonia del Sacramento

 

Antes de viajar fiz orçamento com algumas locadoras, entre elas a Puntacar e a Thrifty, mas acabei escolhendo a Europcar, porque tinha os melhores preços. A reserva foi feita por e-mail, mas também poderia ter sido feita diretamente pelo site. O carro escolhido foi da categoria econômica e custou, para um período de quatro dias, 180 dólares (pouco mais de R$360,00). O valor da diária, 45 dólares, tinha quilometragem livre e já incluía impostos e um seguro com franquia de 700 dólares. Se eu tivesse optado pelo seguro total, sem franquia, haveria um acréscimo de 18,30 dólares por dia.

A Europcar possui um guichê bem na saída do desembarque do Aeroporto Internacional de Carrasco, em Montevidéu, logo após o raio-x da aduana, antes de sair para o saguão principal do terminal. O processo de retirada do veículo foi feito ali e rapidamente, com a opção de pagar antes, ou depois, na entrega do carro. Paguei antes para facilitar a entrega do veículo, sem ter que voltar ao guichê novamente. O pagamento podia ser feito em cartão ou dinheiro (dólares ou pesos uruguaios). O carro foi entregue com tanque cheio e no final foi preciso encher o tanque de novo antes de devolve-lo, para evitar cobranças adicionais.

 

Atualização – Junho 2015: Nas minhas últimas viagens optei por alugar o carro pelo site RentalCars, que pertence ao mesmo grupo do site de reserva de hotéis Booking.com. A pesquisa pelo RentalCars apresenta no resultado várias locadoras e tipos de veículos com os respectivos valores de locação, deixando bem especificado a questão dos seguros que estão incluídos no orçamento, evitando surpresas na hora da retirada do veículo. O site é todo em português e bem fácil de utilizar, não tive problemas nas minhas locações por ele e por isso atualizei esse post para recomendá-lo aos leitores que desejam alugar um carro em Montevidéu. Clique aqui para pesquisar os preços e fazer a sua reserva.

 

Guichês da Europcar no Aeroporto de Montevidéu

 

O carro alugado foi um Chevrolet Spark, que não existe no Brasil. O mais parecido talvez seja um Ford KA ou um Celta. Tinha quatro portas, direção hidráulica e um rádio com mp3 e entrada auxiliar. Não tinha ar condicionado, mas também nem era preciso, porque estava muito frio. O carro é pequeno e não comporta mais que duas pessoas. No bagageiro só cabe uma mala, a segunda teve que ir no banco de trás. O combustível é gasolina e o preço nos posts era de 37,70 pesos uruguaios/litro, aprox. R$3,77.

Não tive problemas com o carro, por isso posso dizer que fiquei satisfeito, porque ele atendeu as minhas necessidades. Mas algumas coisas não me agradaram. O pneu estava careca e o carro sem uma manutenção adequada, pois quando passava de 110 km/h o volante começava a tremer. Além disso a lataria estava um pouco amassada. E o funcionário da empresa esqueceu de nos entregar o documento do carro e só percebemos no dia seguinte. Não quiseram entregar no meu hotel e pediram para eu buscar no aeroporto, mas eu não fui. A solução encontrada foi enviar uma cópia do documento para o fax do hotel. Por sorte não tive problemas, pois nenhum policial parou o carro.

Chevrolet Spark
Chevrolet Spark aluguado

 

Rambla de Punta Carretas - Montevidéu, Uruguai
Rambla de Punta Carretas

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as com seus amigos nas redes sociais
utilizando os botões coloridos no canto esquerdo da tela

 

Dirigir em Montevidéu é muito fácil. As ruas tem o seu movimento mais intenso nos horários de pico, mas fora isso é tranquilo. As principais avenidas são largas, com duas ou três faixas. A região central da cidade é pequena e o deslocamento entre as atrações é rápido. A sinalização poderia ser um pouco melhor. Os semáforos são baixos e ficam em postes nas esquinas, às vezes era difícil enxerga-los. Nos cruzamentos sem sinal, geralmente há uma placa indicando ceda el Paso (dê a preferência). 

Estacionar na Ciudad Vieja é um pouco complicado, porque como há muitos prédios do governo na região, várias vagas de estacionamento são reservadas para os carros oficiais. É preciso ficar atento às placas próximas às vagas. Aquelas com a placa “Reservado”, não se pode estacionar. Já as que possuem a placa “Tarifado”, é permitido. Nessas vagas tarifadas, há uma cobrança durante o horário comercial, das 9h às 18h. O bilhete precisa ser comprado em pequenos quiosques que vendem doces e bebidas, chamados localmente de “kiosco”. Um período de 3 horas custou 60 pesos (R$6,00).

Há dois tipos de faixa de pedestres, uma igual à nossa e outra apenas com duas linhas delimitando a área onde se pode atravessar. Pelo que eu entendi funciona assim: nas faixas iguais às do Brasil, o pedestre tem a preferência e os carros devem parar; já nas outras faixas, a preferência é do veículo e o pedestre deve esperar. Algumas placas trazem a frase Atención Peatones (Atenção, Pedestres).

Kiosco

 

Um passeio imperdível para fazer de carro em Montevidéu é passear pelas Ramblas, as avenidas litorâneas, que costeiam o Rio da Prata, ou o “mar”, como eles chamam. É permitido estacionar no acostamento de praticamente todas elas, na beira da praia. Algumas possuem praças e parques à beira-mar, com grandes calçadões e áreas de lazer. Passear pelas Ramblas, da zona portuária, no centro, até a praia de Carrasco, ida e volta, tanto de dia quanto à noite, é programa agradável e interessante. Em breve vou publicar um post com várias fotos do passeio que eu fiz nestas avenidas.

Rambla de Pocitos - Montevidéu, Uruguai
Rambla de Pocitos

 

Rambla de Buceo - Montevidéu, Uruguai
Rambla de Buceo

 

No segundo dia fiz um bate-volta para a cidade de Colonia del Sacramento, que fica a 170 km de Montevidéu. O caminho feito pela Ruta 1 demorou 2h15, sendo 30 minutos só para sair da área urbana e depois mais 1h45 na rodovia. No caminho há dois peajes (pedágios), tanto na ida quanto na volta. Cada um custou 50 pesos uruguaios (R$5,00). A estrada é duplicada na maior parte do trajeto e com asfalto de boa qualidade, sem buracos. A velocidade máxima permitida varia entre 90 e 100 km/h. Saindo da capital, o caminho torna-se basicamente uma grande reta sem fim, que só não é totalmente plana porque as vezes há algumas elevações, com pequenas subidas e descidas. Um pouco monótono e cansativo, ainda mais que as paisagens são rurais e praticamente todas iguais. Pelo menos, ao chegar mais próximo de Colonia, o cenário muda. A pista torna-se de mão dupla e há várias palmeiras enfeitando a estrada.

Ruta 1 - Colonia del Sacramento, Uruguai
Ruta 1 – Chegando em Colonia del Sacramento

 

No terceiro dia fui para Punta del Este, localizada a 130 km de Montevidéu, numa viagem de aproximadamente 1h30 pela Rodovia Interbalnearia, também chamada de “IB”. A estrada é excelente, com bom asfalto e iluminada à noite na metade do trecho. A velocidade máxima varia de 90 a 110 km/h e há dois pedágios, tanto na ida, quanto na volta, com o mesmo valor dos pedágios no caminho para Colonia. A IB também possui grandes retas, mas pelo menos não é tão cansativa quanto a outra estrada, porque há curvas leves no meio do caminho e o cenário não é tão rural e monótono. A única coisa ruim é que ao longo da rodovia há alguns semáforos, na entrada das cidades litorâneas.

Rodovia Interbalnearia - Uruguai
Rodovia Interbalnearia – Estrada para Punta del Este

 

Vai alugar um carro em Montevidéu?
Compare os preços e faça sua reserva no portal RentalCars.

 

Posts Relacionados:
Roteiro de 4 dias em Montevidéu
Montevidéu – Parque Rodó e um passeio pelas Ramblas
Montevidéu – Visita guiada no Palácio Legislativo
Dicas de Restaurantes em Montevidéu
Dicas de Compras em Montevidéu

Veja também outros posts sobre aluguel de carros e estradas:
Alugando um carro em Santiago e dirigindo pelas montanhas e estradas do Chile
Alugando um Carro e Dirigindo na Mão Inglesa na Cidade do Cabo
Cidade do Cabo – Hout Bay, a estrada Champan’s Peak Drive e pinguins em Boulders
As Praias da Rodovia Interpraias, em Balneário Camboriú
O Mirante e a Estrada da Serra do Rio do Rastro, na Serra Catarinense
Beira-Mar Continental, a nova avenida de Florianópolis

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...