Urupema é um pequeno município localizado no alto da serra catarinense, a 200 km da capital Florianópolis. Nos últimos anos começou a ter grande destaque na mídia nacional por registrar com frequência as temperaturas mais baixas do país, por isso passou a ser chamada de a cidade mais fria do Brasil. Há poucos atrativos turísticos na cidade, por isso um dia é o suficiente para conhecê-la. Estive lá na minha última viagem à região e mostro neste post como foi o passeio.

SC-439 entre Rio Rufino e Urupema

SC-439 entre Rio Rufino e Urupema

 

Com cerca de 2.500 habitantes, Urupema é um município relativamente novo, fundado em 1989 após ter se emancipado de São Joaquim. Sua principal atividade econômica é a agricultura e a pecuária, porém nos últimos anos o turismo também tem ajudado a movimentar a economia local.

A cidade começou a chamar a atenção da mídia e dos turistas há pouco tempo, após a instalação uma estação meteorológica do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (CIRAM), há três anos, que passou a constatar com frequência que Urupema apresenta as temperaturas mais baixas do Brasil, inferiores a São Joaquim, que até então era considerada a cidade mais gelada do Brasil. Para divulgar a cidade e seus atrativos turísticos, a Prefeitura de Urupema criou o site cidademaisfriadobrasil.com.br.

Urupema está localizada numa altitude muito elevada, 1.425 metros acima do nível do mar, o que influencia no constante registro de temperaturas baixas. No inverno é comum encontrar temperaturas negativas e até neve. Quando visitei o centrinho de Urupema, no dia seguinte ao que nevou em mais de 85 cidades catarinenses, o termômetro da praça da cidade marcava 2 graus ao meio-dia.

O centrinho de Urupema é muito pequeno, com duas avenidas principais. Uma delas logo na chegada da cidade e a outra onde estão localizadas as prefeitura, a praça central e a igreja da cidade. Para os turistas há poucas opções de hospedagem e de alimentação, por isso pode não ser tão interessante ficar hospedado por la.

Avenida na chegada de Urupema

Avenida na chegada de Urupema

Praça Central de Urupema / Santa Catarina

Praça Central

Relógio da Praça Central de Urupema - Santa Catarina

Relógio da praça marcando 2 graus

Prefeitura de Urupema / SC

Prefeitura

 

Há basicamente duas atrações turísticas principais em Urupema: o Morro das Antenas e a cascata que congela. Elas se encontram a 7 km antes de chegar no centrinho, para quem vem do município de Rio Rufino pela rodovia SC-439. Na margem da rodovia há placas que indicamo o caminho para essas duas atrações. Logo na entrada há uma bifurcação, com uma placa indicando o sentido do morro das antenas numa estrada à direita e da cascata à esquerda.

Acesso ao Morro das Antenas e Cachoeira que congela

Acesso ao Morro das Antenas e Cascata que congela

Estrada do Morro das Antenas - Urupema / Santa Catarina

Entrada para o Morro das Antenas

 

A primeira atração que visitei foi o Morro das Antenas. Foi preciso subir por cerca de 1 km numa estradinha de terra em péssimas condições. Havia nevado na noite anterior e o gelo estava derretendo naquela manhã, por isso a estrada estava enlamaçada e escorregadia, com risco de atolar o carro ou derrapar. Mesmo assim dezenas de turistas se aventuraram subindo a estradinha para visitar o topo do morro.

Estrada do Morro das Antenas - Urupema / Santa Catarina

Subindo o Morro das Antenas

 

O Morro das Antenas, também conhecido por Morro das Torres, está localizado a 1.750 metros de altitude e é um dos pontos mais altos do sul do Brasil. O termômetro do carro neste dia marcava 3 graus negativos, porém a sensação térmica era muito inferior, pois estava ventando muito. O cenário compensou a dificuldade de subir o morro. Como havia nevado muito na noite anterior, a vegetação estava branca e congelada. Até os fios de alta tensão e as antenas estavam com gelo acumulado.

Morro das Antenas - Urupema / Santa Catarina

Morro das Antenas

Morro das Antenas - Urupema / Santa Catarina

Vegetação congelada

Morro das Antenas - Urupema / Santa Catarina

Morro das Antenas

Morro das Antenas - Urupema / Santa Catarina

Cabos congelados

 

Após descer a estradinha, voltando à bifurcação inicial, foi a vez de visitar a cascata que congela, mas desta vez o carro ficou por ali mesmo e fomos a pé até a cascata, numa pequena descida com cerca de 200 metros. Até poderia ter descido de carro, mas a estrada também não estava em boas condições e seria difícil fazer o retorno, por isso foi mais prático ir a pé.

A cascata que congela é uma pequena cachoeira localizada aos pés do morro das antenas que costuma ter sua água congelada no inverno, com temperaturas muito baixas. Ela está dividida em dois níveis. O primeiro deles é visto por quem chega pela estradinha de terra. O outro é acessado por uma pequena trilha no lado esquerdo da cascata. Neste dia a parte superior, vista após subir a trilha, estava praticamente toda congelada.

Acesso à cachoeira que congela - Urupema / Santa Catarina

Acesso à cascata

Acesso à cachoeira que congela - Urupema / Santa Catarina

Cascata que congela

Cachoeira que congela - Urupema / Santa Catarina

Trilha de acesso à parte superior da cascata

Cachoeira que congela - Urupema / Santa Catarina

Parte superior da cascata que congela

 

Há dois caminhos diferentes para se chegar em Urupema. Quem está em São Joaquim precisa percorrer 78 km pelas rodovias SC-438 e SC-439, ambas asfaltadas ao longo de todo o percurso. Já quem está em Urubici precisa percorrer 55 km pela SC-439, passando pelo município de Rio Rufino na metade do caminho. Neste caso, o primeiro trecho, com cerca de 30 km, é feito em estrada de chão, o que pode ser bem demorado. Há uma outra alternativa mais longa e completamente asfaltada, via BR-282, que torna aumenta para 95 km a distância entre Urubici e Urupema.

Veja no mapa os caminhos possíveis e a localização das atrações de Urupema.


Visualizar Urupema em um mapa maior
 

 

Posts Relacionados:
Neve na Serra Catarinense: em busca dos flocos em Urubici e São Joaquim
Roteiro de 3 dias na Serra Catarinense
Um dia em Urubici, a cidade mais bonita da Serra Catarinense
Um dia em São Joaquim, a cidade mais fria do Brasil
Um Passeio em Bom Jardim da Serra, na Serra Catarinense
Roteiro de final de semana em Aparados da Serra para casais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...