Chegamos em Cape Town as 13h de um domingo, após um voo de duas horas que partiu de Joanesburgo. Mas foi preciso pegar o carro alugado, chegar no hotel e fazer o check-in, então o passeio só comecou pra valer por volta das 15h. Como não havia muito tempo de sobra, optamos por passar a tarde no Victoria & Alfred Waterfront, onde almoçamos e curtimos um pouco do visual e do clima da cidade. Era domingo e o local estava muito cheio e animado, misturando turistas e locais.

VeA Waterfront

 

O VeA Waterfront é um grande complexo localizado junto à zona portuária da Cidade do Cabo, considerado a atração mais visitada da África do Sul e um dos portos em operação mais antigos do país. É uma grande área que reúne restaurantes, cafés, hotéis, condomínios residenciais, prédios comerciais, shopping center, marina, estaleiro, mercado de artesanatos, museus e áreas de lazer e entretenimento. É de lá que parte o barco com destino à Robben Island e também vários outros passeios de barco e helicéptero. O Waterfront é um local tão agradável que dos seis dias que estivemos na cidade, passamos pelo menos umas quatro vezes por ele.

Escultura de engradados de coca-cola com a Table Mountain ao fundo

 

Estátuas de personagens históricos da África do Sul, incluindo Nelson Mandela à direita

 

Estaleiro e o Mercado de Artesanatos à direita

 

Uma das principais atrações é o shopping Victoria Wharf, que possui mais de 450 lojas, incluido as principais grifes e lojas de departamento. É um dos maiores shoppings da cidade e, na minha opinião, o melhor. Possui várias opções de alimentação, incluindo grandes restaurantes na área externa. Almoçamos lá duas vezes: no primeiro dia no restaurante Karibu, especializado em comida típica africana; e em outro dia no ótimo Tasca, especializado em comida portuguesa e turca. Falarei mais sobre ambos no post com dicas de restaurantes em Cape Town. O visual que se tem da cidade com a Table Mountain ao fundo, ao almoçar na área externa desses restaurantes, é incrível!

As lojas, tanto do shopping quanto as outras localizadas pelo Waterfront funcionam diariamente das 9h às 21h, incluindo domingos, exceto o VeA Craft Market and Wellness Centre, um grande mercado de artesanato, que funciona das 9h30 às 18h. Esse mercado é bem grande e organizado, bem diferente das feiras de rua que também vendem artesanato. Entre os objetos em exposição estão telas pintadas a mão, esculturas feitas em pedra e pinturas em ovo de avestruz, entre vários outros.

Foi no Victoria Wharf que encontramos a melhor cotação de câmbio na Cidade do Cabo, num quiosque localizado no meio do maior corredor do shopping, em frente a uma loja de produtos de aventura/camping. Durante os seis dias, o melhor preço que pegamos foi de 1 dólar = 6,86 rands. Mas no final, com os descontos de taxas e comissões, 1 dólar acabou se transformando em 6,45 rands. Independente do valor, haverá sempre uma mesma taxa administrativa de 68,54 rands, além de uma comissão proporcional ao valor a ser trocado. Por isso sugiro trocar uma grande quantia de uma vez só, ao invés de ir trocando aos poucos.

Visual do almoço no Karibu

 

Shopping Victoria Wharf

 

Outra atração muito visitada no é o Two Oceans Aquarium, um grande aquário com mais de 3 mil peixes recriando a vida dos oceanos Índico e Pacífico. Lá é possível encontrar tubarões, peixes, pinguins, tartarugas e dezenas de outras espécies. O aquário foi a única das grandes atrações da Cidade do Cabo que eu não visitei, por falta de interesse mesmo. Já visitei outros grandes aquários então achei que este poderia se tornar repetitivo. O Two Oceans funciona todos os dias, inclusive domingos e feriados, das 9h30 às 18h e o ingresso adulto custa 105 rands (R$25,00).

É muito fácil de chegar ao Waterfront, pois é um dos locais mais importantes da cidade e possui diversas placas de sinalização indicando o caminho. Há vários estacionamentos privados espalhados por todo o complexo. Os preços ficam em torno de 10 rands por hora, aproximadamente R$ 2,50. Sugiro o do shopping Victoria Wharf ou então um que está localizado na Dock Road, bem em frente ao mercado de artesanatos. No site oficial é possível pegar um mapa da área com a localização de todos os estacionamentos e todas as atrações disponíveis no complexo.

Dock Road

 

Depois de almoçar e curtir um pouco do visual da cidade e do agito da atração mais visitada da África do Sul, pegamos o carro e seguimos em direção à Green Point, o bairro que fica bem ao lado do Waterfront. É lá que está o Green Point Stadium, o estádio que sediou alguns jogos da Copa do Mundo de futebol de 2010.

A principal avenida do bairro é a Beach Road, que tem início ainda no Waterfront e segue pela beira do mar até o início do bairro Sea Point. Ela possui uma grande área verde e um calçadão na praia, onde paramos para curtir o por do sol próximo ao Green Point Lighthouse, um dos faróis mais antigos da costa sul-africana, construído em 1824. O por do sol na Cidade do Cabo é sempre um espetáculo, pois ele ocorre no mar. Neste dia ele ja havia sumido, mas o visual do anoitecer estava incrível.

Green Point

 

Green Point Lighthouse

 

Pôr do sol em Green Point

 

Posts Relacionados:
Roteiro de 5 dias na Cidade do Cabo
Cidade do Cabo – Table Mountain, a Montanha da Mesa
Cidade do Cabo – As praias de Camps Bay e Clifton, Sea Point e o estádio em Green Point
Cidade do Cabo – Hout Bay, a estrada Champan’s Peak Drive e pinguins em Boulders
Cidade do Cabo – O Cabo da Boa Esperança  e Babuínos na estrada
Cidade do Cabo – Degustação de vinhos na vinícola Groot Constantia
Cidade do Cabo – Robben Island, o Jardim Botânico e pôr do sol em Signal Hill
Cidade do Cabo – Os Museus e o Centro da cidade
Cidade do Cabo – As vinícolas de Stellenbosch
Dicas de Compras na Cidade do Cabo
Dicas de Restaurantes na Cidade do Cabo

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...