Localizado no Oriente Médio, os Emirados Árabes vêm se firmando cada vez mais um dos principais destinos turísticos do mundo. Dubai, seu emirado mais conhecido, já é uma das dez cidades mais visitadas do planeta. Considerada a cidade do futuro,  seus empreendimentos que provam que o impossível não existe e que qualquer limite pode ser superado. Prova disso é o Burj Khalifa, o maior edifício do mundo e um de seus principais pontos turísticos. A cidade de Abu Dhabi não deixa por menos e, apesar de não ser tão famosa quanto Dubai, vem se preparando para se tornar uma potência, com cada vez mais atrações interessantes.  Veja neste algumas informações essenciais que você precisa saber antes de viajar para os Emirados.

Bandeira dos Emirados Árabes

Bandeira dos Emirados Árabes

 

Você já tem um seguro de viagem para visitar os Emirados Árabes?
Clique aqui e saiba como comprar o seu com 15% de desconto!

 

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) são uma federação composta por sete emirados, localizados no sudeste da Península Arábica: Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Ajman, Umm al-Qaiwain, Ra’s al-Khaimah e Fujairah. Eles fazem fronteira com países como o Qatar, Arábia Saudita e Omã e foram oficialmente estabelecidos no dia 2 de Dezembro de 1971. A capital dos Emirados é Abu Dhabi e a cidade mais populosa do país é Dubai, que também é o emirado mais popular e conhecido mundialmente.

O presidente atual do país é Sheikh Khalifa bin Zayed Al Nahyan, que assumiu em novembro de 2004, quando faleceu o então presidente Sheikh Zayed bin Sultan Al Nahyan, que comandava o país desde sua formação. O Sheikh Zayed é considerado um grande líder e responsável pelo crescimento e desenvolvimento do país. Ele dá nome há vários locais importantes, como a Sheikh Zayed Road, a principal rodovia de Dubai, e a magnífica Sheikh Zayed Mosque, a maior mesquita do país, localizada em Abu Dhabi. Os Sheikhs são personagens muito admirados e respeitados pelos árabes e é muito comum encontrar suas fotos estampadas em diversos locais públicos.

Os Emirados possuem uma localização estratégica importante no Oriente Médio, próximo à Europa, Ásia e África, por isso o país pode ser considerado um ponto de encontro para o comércio mundial. A descoberta de uma das maiores reservas de petróleo do mundo no litoral dos Emirados há mais de 30 anos permitiu que o país tivesse uma grande expansão no deu crescimento e desenvolvimento. A crise econômica mundial recente atingiu os Emirados, que chegou a sofrer recessão, tendo muitos mega-projetos cancelados ou adiados. Aos poucos o país vem se recuperando e o desenvolvimento volta a tomar força, com grande ajuda de setores como o turismo, o comércio e o mercado imobiliário, que cada vez mais contribuem para elevar as receitas do país.

Dubai Creek

Dubai Creek

 

A população dos Emirados Árabes é de cerca de 5,5 milhões de habitantes, que corresponde a metade da população do município de São Paulo. A cidade mais populosa é Dubai, com aproximadamente 2,2 milhões de habitantes. A miscigenação de povos é muito visível, já que mais da metade da população do país não é árabe, sendo composta principalmente de imigrante de países como Índia, Paquistão e Filipinas. Esses imigrantes geralmente ocupam postos de trabalho com mão-de-obra barata, em setores da indústria e de serviços.

A religião predominante é o islamismo. Os muçulmanos acreditam que o Alcorão é a palavra de deus e que ele fornece os princípios morais para lidar com as questões da vida. Apesar de Dubai e Abu Dhabi serem cidades globalizadas e modernas, o povo muçulmano segue a tradição e o respeito à sua religião.

A cultura do povo árabe é muito diferente do que estamos acostumados e num primeiro momento isto pode ser um choque para muitos que desconhecem o mundo islão. Os homens se vestem com roupas brancas e turbantes na cabeça, enquanto as mulheres se cobrem em tecidos pretos, muitas vezes deixando apenas os olhos descobertos. É interessante ler um pouco sobre o islamismo para entender e respeitar suas tradições. É um estilo de vida impactante, mas ao mesmo tempo muito interessante. Ao mesmo tempo em que são extremamente conversadores com determinados hábitos, são liberais quando você percebe, por exemplo, que um árabe pode ter mais de uma esposa. Viajar para os Emirados e sentir um pouco do clima e da cultura do mundo islão torna a viagem ainda mais rica e interessante.

O idioma oficial dos Emirados é o árabe, uma língua impossível de ser compreendida, já que a escrita é feita de um jeito que para nós parece ser apenas um monte de rabiscos. Mas já que mais da metade da população é de imigrantes e como a Dubai é um centro mundial de negócios, o inglês é muito utilizado, como se fosse uma segunda língua oficial. Nos hotéis, restaurantes e lojas, certamente você será atendido em inglês. Tudo lá é bilíngue, do cardápio às placas de trânsito, tudo é escrito tanto em inglês quanto em árabe. É curioso observar que até os logotipos de empresas/restaurantes são convertidos para o árabe.

Letreiros em inglês e árabe - Dubai

Letreiros em inglês e árabe

 

A moeda oficial é o dirham, também conhecida por dirame. É uma moeda fácil de ser utilizada, a numeração das notas e moedas é similar ao nosso real. Na hora de fazer o câmbio, cem reais equivalem a aproximadamente 187 dirhams. É praticamente impossível obter a moeda dos Emirados aqui no Brasil. A melhor forma de obtê-la é trocando euros ou dólares por dirhams nas casas de câmbio de algum ou então sacando a moeda local nos caixas eletrônicos de algum emirado. As melhores cotações encontradas foram numa casa de câmbio de Dubai localizada dentro do mercado de ouro (gold souk), onde 1 dólar = 3,66 dirham e 1 euro = 4,70 dirham. Leia mais sobre o assunto no post “Casas de Câmbio em Dubai e a moeda dos Emirados Árabes“.

Não é necessário tomar nenhuma vacina para viajar ao país, mas nós brasileiros precisamos de um visto de turismo (ou de negócios, dependendo do motivo da viagem) para entrar nos Emirados Árabes. O visto é solicitado através da intermediação de patrocinadores (sponsors), que ficam responsáveis pelos visitantes durante sua estadia no país. O visto pode ser emitido pelos hotéis, através de uma solicitação no momento da reserva. Nem todos os hotéis oferecem o serviço de emissão de visto, por isso outra alternativa são agências de turismo locais dos Emirados que emitem vistos para turistas. Há também o visto de trânsito, para quem vai visitar Dubai apenas de passagem. Neste caso o visto pode ser conseguido com a companhia aérea Emirates no ato da compra da passagem. Em breve será publicado um post com todos os detalhes de como conseguir um visto para os Emirados Árabes.

Quem deseja alugar um veículo vai precisar da carteira de habilitação internacional, a PID (Permissão Internacional para Dirigir), que deve ser apresentada à locadora juntamente com o passaporte e com a carteira de habilitação brasileira.

Placa de trânsito em Dubai e o edifício Burj Khalifa

Avenida em Dubai e o edifício Burj Khalifa

Deserto dos Emirados Árabes

Deserto dos Emirados Árabes

 

O clima nos Emirados é árido subtropical, quente e ensolarado o ano inteiro. De junho a setembro, verão em Dubai e inverno no Brasil, as temperaturas ficam extremamente altas, passando dos 45ºC durante o dia e com sensação térmica acima de 50ºC. As altas temperaturas e o tempo úmido transformam o país numa verdadeira sauna e poucas pessoas se arriscam a andar nas ruas a pé durante o dia. Nas noites de verão o tempo não dá trégua e as temperaturas podem passar de 30ºC.

De dezembro a março, verão no Brasil e teoricamente inverno em Dubai, as temperaturas ficam mais amenas e aceitáveis, na faixa de 20ºC a 30ºC durante o dia e abaixo de 20ºC à noite. Por isso, esta é a melhor época para visitar os emirados. Apesar de ser inverno, estes meses são considerados a alta temporada do país, atraindo uma grande quantidade de turistas. Em qualquer outra época, a viagem aos Emirados pode se tornar desconfortável por causa do calor excessivo, principalmente durante o verão árabe.

Dizem que é raro chover em Dubai, coisa para duas ou três vezes por ano. As chuvas que ocorrem geralmente são nos meses de inverno, quando as temperaturas estão mais amenas. Tive a sorte (ou azar, dependendo do ponto de vista) de presenciar esse fenômeno raro. No meu segundo dia em Dubai choveu muito, uma tempestade forte que durou poucas horas, mas foi o suficiente para alagar a cidade, que não possui bueiros e não está preparada para receber chuva. Várias ruas e grandes avenidas ficaram cobertas de água e o trânsito virou um verdadeiro caos. Perdi um bom tempo de passeio preso num engarrafamento, mas pelo menos posso dizer que tive a oportunidade de ver a chuva cair no deserto!

Chuva em Dubai - Sheikh Zayed Road

Chuva em Dubai – Sheikh Zayed Road

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as com sues amigos nas redes sociais
utilizando os botões coloridos no canto esquerdo da tela

Durante o mês do ramadã, todos os serviços de alimentação em locais públicos, como restaurantes e cafés, permanecem fechados do amanhecer ao pôr do sol, pois é neste período que os muçulmanos devem praticar o jejum imposto pelo islamismo. É extremamente proibido consumir qualquer alimento ou bebida em público durante o ramadã, incluindo água mineral. Os turistas só vão conseguir se alimentar nos restaurantes de hotéis, que funcionam normalmente durante o dia. Em 2013 o ramadã ocorrerá de 9 de julho a 7 de agosto. Falando em proibição, também não é permitido ingerir bebida alcoólica em público, e isso vale durante o ano inteiro. É bom evitar manifestações de afeto em público, como troca de carícias ou beijos mais acalorados, pois isto é considerado uma ofensa à cultura muçulmana.

fuso horário dos Emirados Árabes é de +4 horas em relação à Greenwich e 7 horas a mais em relação ao Brasil, sendo assim, quando aqui é meio-dia, lá em Dubai é 7 da noite. O final de semana para os árabes é na sexta-feira e no sábado, sendo assim a noite de quinta-feira em Dubai é como se fosse a noite de sexta-feira em São Paulo. O domingo deles é um dia útil e equivale à nossa segunda-feira. A sexta-feira é o dia sagrado e alguns estabelecimentos podem não abrir, pois é neste dia que as famílias muçulmanas costumam frequentar as mesquitas para orar.

voltagem é de 220v, mas o padrão de tomada com três pinos é diferente do que utilizamos, por isso é recomendável levar um adaptador universal.

Hotel Atlantis the Palm - Dubai

Hotel Atlantis the Palm – Dubai

 

Dubai

Dubai é o destino mais popular dos Emirados Árabes, considerada por muitos como a cidade do futuro. Ainda preserva muitos traços da cultura árabe, mas possui uma característica única de ser a cidade dos mega-projetos, de exclusividades como o edifício mais alto do mundo, o único hotel 7 estrelas, ilhas artificiais em formato de palmeira, uma grande pista de esqui coberta dentro de um shopping center, entre vários outros empreendimentos de grande porte.

Cada vez mais Dubai se firma como um dos principais destinos turísticos do planeta, com centenas de hotéis, restaurantes e grandes shopping-centers. A melhor forma de explorar a cidade é de carro, pois muitos atrações são distantes umas das outras, mas quem optar pelo sistema de transporte público não vai ter problemas, já que a rede de metrôs, ônibus e táxis é bem abrangente.

Uma boa forma de começar o passeio pela cidade é visitando sua região central, nos arredores do Creek, um canal que corta a cidade. Foi a partir desta área que a cidade se expandiu até se tornar o que é hoje. O Dubai Museum é um bom local para conhecer toda a história da cidade e também dos costumes e tradições da cultura árabe. Do outro lado do creek estão os souks, mercados de rua que vendem de temperos a jóias de ouro.

Hotel Burj Al Arab visto da Jumeirah Beach - Dubai

Hotel Burj Al Arab – Dubai

 

Outro local imperdível é o Dubai Mall, o maior shopping center da cidade e que possui lojas das melhores grifes do mundo. Junto ao shopping está o Burj Khalifa, a construção mais alta do mundo já feita pelo homem. O edifício é incrível e se torna um ponto de referência, já que é facilmente visto de qualquer ponto de Dubai. Junto ao shopping e ao Burj estão as Fontes de Dubai, um show de águas dançantes imperdível que ocorre todas as noites a partir das 18h.

Também não podem faltar visitas a locais como a praia Jumeirah, onde está o famoso hotel 7 estrelas Burj Al Arab, um passeio pela ilha artificial the Palm para conhecer o grandioso hotel Atlantis, e também um giro pela Dubai Marina, um complexo de prédios ao redor de um canal artificial com alguns dos edifícios mais belos da cidade.

Tive a oportunidade de estar em Dubai justamente no final de semana do dia 2 de dezembro, data em que é celebrado o “Dia dos Emirados Árabes”, uma espécie de dia da independência, já que foi nesta data que o país foi formado. A cidade estava totalmente enfeitada com bandeiras e com as cores dos Emirados Árabes e era visível a felicidade e o orgulho da população local de celebrar esta data tão importante.

Veja todos os posts com dicas de Dubai.

 

Prédios da Dubai Marina

Prédios da Dubai Marina

 

Abu Dhabi

A capital dos Emirados Árabes pode não ser tão famosa quanto Dubai, mas está fazendo de tudo para ter uma visibilidade tão grande ou até maior que a cidade mais popular dos Emirados. Talvez o maior destaque seja durante as transmissões do grande prêmio de Formula 1, disputado na Yas Island, uma ilha artificial que está se tornando um dos maiores pólos de lazer e entretenimento dos Emirados Árabes.

Outros grandes projetos estão em execução em Abu Dhabi, como a construção de hotéis luxuosos, de uma cidade planejada e totalmente auto-sustentável (cidade de Masdar), e da filial de dois dos museus mais importantes do mundo, o Louvre Abu Dhabi e o Guggenheim Abu Dhabi.

Passei apenas um dia em Abu Dhabi, fazendo um bate-volta partindo de Dubai. Só tive tempo de fazer um rápido passeio pela cidade e visitar suas duas principais atrações: o Ferrari World, parque temático da Ferrari, e a incrível Mesquita Sheikh Zayed, a maior mesquita dos Emirados Árabes. Talvez um dia tenha sido suficiente, mas daqui uns anos a cidade vai ter tantos atrativos novos que certamente merecerá ser visitada por mais dias.

Veja todos os posts com dicas de Abu Dhabi

 

Mesquita Sheikh Zayed - Abu Dhabi

Mesquita Sheikh Zayed – Abu Dhabi

 

Posts Relacionados:
Roteiro de 4 dias em Dubai
Dubai: O hotel Atlantis The Palm e o parque aquático Aquaventure
Dubai: O mirante do Burj Khalifa e as Fontes de Dubai
Dubai: Jumeirah Beach, o hotel Burj Al Arab e a Dubai Marina
Dubai: Safári com jantar no deserto dos Emirados Árabes
Dubai: Um passeio no Centro, do Museu ao Mercado de Ouro
Um dia em Abu Dhabi, bate-volta partindo de Dubai

 

Veja também:
Turquia: Informações úteis e impressões de Istambul e Capadócia
África do Sul – Impressões gerais de Joanesburgo e Cidade do Cabo
Praga – Impressões Gerais
Budapeste – Impressões Gerais

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...