Quando se fala em doces portugueses, é impossível não lembrar do tradicional Pastel de Belém, aquele delicioso doce de massa folhada, coberto com um recheio cremoso à base de leite e ovos, muitas vezes polvilhado com açúcar ou canela. O único Pastel de Belém que realmente pode ser chamado assim é o da Antiga Confeitaria Belém, localizada em Lisboa. Todos os outros pasteis que dizemos ser “de Belém”, na verdade são pastéis de nata. Quando estive na capital portuguesa fui tomar um café na confeitaria do autêntico Pastel de Belém e mostro neste post como foi a visita.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

Antiga Confeitaria de Belém

 

Este artigo faz parte de uma série de posts sobre Lisboa
Clique aqui para acessar o índice com todas as dicas da cidade

 

A Antiga Confeitaria Belém, mais conhecida por “Pastéis de Belém”, surgiu em 1837 e desde sua fundação encontra-se no mesmo endereço, a Rua Belém nº 84, a cerca de 6 km do centro de Lisboa.

A minha visita à confeitaria aconteceu ao final de um passeio no bairro Belém, onde visitei a Torre de Belém, o Padrão dos Descobrimentos e o Mosteiro dos Jerónimos, terminando a minha caminhada com um delicioso café na Pastéis de Belém, que fica a apenas 200 metros do mosteiro.

Para chegar ao bairro Belém eu peguei o metrô até a estação “Cais do Sodré”, que pertence à Linha Verde, e troquei para o trem da Linha de Cascais, seguindo viagem até a estação “Belém”, localizada a 600 metros da confeitaria. Em breve vou publicar um relato mais detalhado deste passeio ao bairro Belém aqui no blog.

Outra forma de chegar na “Pastéis de Belém” com o transporte público é pegando o bonde 15E, que possui uma parada bem em frente à confeitaria. Este bonde, lá chamado de “elétrico”, é como um tram ou metrô de superfície. A linha 15E tem início na Praça da Figueira, no centro da cidade, e possui uma parada na Praça do Comércio, próxima ao Arco da Rua Augusta, além de várias outras paradas ao longo do caminho até chegar na Rua Belém.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

“A única fábrica dos pastéis de Belém”

 

Antes de falar da visita à confeitaria, é interessante saber a história do doce e como surgiu a fábrica de Pasteis de Belém. Para não perder nenhum detalhe, resolvi copiar um pequeno texto retirado do site oficial da confeitaria, mantendo o vocabulário no autêntico português de Portugal:

 

“No início do Século XIX, em Belém, junto ao Mosteiro dos Jerónimos, laborava uma refinação de cana-de-açúcar associada a um pequeno local de comércio variado. Como consequência da revolução Liberal ocorrida em 1820, são em 1834 encerrados todos os conventos de Portugal, expulsando o clero e os trabalhadores.

Numa tentativa de sobrevivência, alguém do Mosteiro põe à venda nessa loja uns doces pastéis, rapidamente designados por “Pastéis de Belém”.

Na época, a zona de Belém era distante da cidade de Lisboa e o percurso era assegurado por barcos de vapor. No entanto, a imponência do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém, atraíam os visitantes que depressa se habituaram a saborear os deliciosos pastéis originários do Mosteiro.

Em 1837, inicia-se o fabrico dos “Pastéis de Belém”, em instalações anexas à refinação, segundo a antiga “receita secreta”, oriunda do convento. Transmitida e exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que os fabricam artesanalmente, na “Oficina do Segredo”. Esta receita mantém-se igual até aos dias de hoje.

De facto, a única verdadeira fábrica dos “Pastéis de Belém” consegue, através de uma criteriosa escolha de ingredientes, proporcionar hoje o paladar da antiga doçaria portuguesa.”

Os autênticos e tradicionais Pastéis de Belém - Lisboa, Portugal

Os autênticos e tradicionais Pastéis de Belém

 

Um letreiro na fachada da confeitaria deixa bem claro que esta é a “única fábrica dos pastéis de Belém”. Isto significa que todos aqueles doces que chamamos de Pastel de Belém deveriam se chamar, na verdade, de Pastel de Nata, pois o “de Belém” é somente aquele feito na Antiga Confeitaria Belém, em Lisboa.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

“A única fábrica dos pastéis de Belém”

 

Logo na chegada, a fila em frente à “Pastéis de Belém” pode assustar muita gente, mas na verdade as pessoas que ficam na calçada em fila estão esperando a vez para comprar pasteis para viagem.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

Fila em frente à confeitaria

 

Está gostando das dicas?
Compartilhe-as nas redes sociais utilizando os botões no canto esquerdo da tela
ou, caso esteja no celular, utilize a barra inferior para enviar também pelo whatsapp

 

Vale a pena entrar na confeitaria para tomar um café e comer aquele pastel fresquinho, recém saído do forno. O interior da “Pasteis de Belém” é todo decorado com azulejos e preserva muito da arquitetura e da decoração antiga. Há inclusive alguns objetos e louças do passado em exposição.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

Antiga Confeitaria de Belém

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

Louças antigas da confeitaria

 

A confeitaria é muito concorrida, por isso está sempre cheia. Nos salões da frente, que são pequenos, pode ser difícil encontrar uma mesa disponível.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

Salão no início da confeitaria

 

A dica é caminhar até o fundo do edifício, seguindo as plaquinhas que indicam o serviço de mesa num salão com 400 lugares.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

Acesso ao salão no fundo da confeitaria

 

Nos fundos da confeitaria fica este grande salão, que comporta centenas de pessoas, só que mesmo com tantos lugares, é possível que você o encontre abarrotado de gente. Quando eu estive lá, peguei fila para conseguir uma mesa neste espaço, mas ela andou bem rápido, pois como há muitas mesas, a rotatividade é bem alta.

Antiga Confeitaria de Belém - Lisboa, Portugal

Fila no salão grande, nos fundos da confeitaria

 

Fui lá apenas para comer o famoso pastel de Belém e tomar um café. O pastel custa 1,05 euro a unidade e o expresso com leite sai por 1,50 euro. Achei o preço bem justo e até mais barato que alguns outros pasteis de nata que vi pela cidade. Imaginei que por ser o “único pastel de Belém” e um local bem turístico, o produto teria um preço mais elevado.

Cafezinho com os autênticos pasteis de Belém - Lisboa, Portugal

Cafezinho com os autênticos pasteis de Belém

 

O pstel de Belém é o carro-chefe da confeitaria, mas o cardápio oferece vários outros tipos de doces e produtos como bolos, tortas, sanduíche e diversas opções de bebidas além do café.

Cardápio da confeitaria Pastéis de Belém - Lisboa, Portugal

Cardápio da confeitaria

 

A receita do Pastel de Belém é secreta e exclusiva, mantendo-se a mesma desde a fundação da confeitaria, em 1837. O pastel é delicioso, mas sinceramente, não há nada de tão diferente ou especial nele em relação a outros pastéis de nata que podem ser provados tanto lá em Portugal quanto aqui no Brasil. A visita à confeitaria vale mais pela história do lugar, pela fama e pela oportunidade de comer o original pastel de Belém.

Para finalizar este post, veja no mapa a localização da “única fábrica de Pastéis de Belém”…

 

Você já provou os autênticos Pastéis de Belém? Como foi a sua visita à confeitaria?
Deixe um comentário no final deste post.

 

Posts Relacionados:
Lisboa: Um passeio em Sintra e o Palácio da Pena
Lisboa: A visita ao Palácio Nacional de Queluz
O Aeroporto de Lisboa e transporte para a cidade
Como é voar na TAP para Lisboa e Paris
Roteiro de 3 dias em Budapeste
Roteiro de 3 dias em Praga

 

Índice de posts com todas as dicas de Lisboa

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...