Florianópolis pode ser um destino muito procurado no verão, mas visitar a cidade em outras épocas do ano também pode ser uma viagem muito interessante. Neste post apresento uma sugestão de roteiro de três dias na cidade, ideal para feriados prolongados ao longo do ano, mas que também pode ser adaptado para viagens de final de semana ou servir como base para quem pretende ficar mais tempo na cidade.

Ponte Hercílio Luz - Florianópolis

Ponte Hercílio Luz

 

Este artigo faz parte de uma série de posts sobre Floripa e SC
Clique aqui para acessar o índice com todas as dicas da cidade

 

Veja também outros roteiros do blog:
Roteiro de 4 dias em Balneário Camboriú
Roteiro de 3 dias na Serra Catarinense
Roteiro de 3 dias em Gramado e Canela

 

Para um roteiro mais prolongado em Floripa, leia o Roteiro de 5 dias nas praias de Florianópolis

 

Floripa tem dezenas de praias e muitas atrações que merecem ser visitadas. O conteúdo deste roteiro aborda apenas uma pequena parte do que você pode ver e fazer numa viagem à cidade. Muita coisa interessante ficou de fora, como, por exemplo, passeios de barco que duram quase um dia inteiro.

Para se deslocar com mais facilidade e agilidade, é importante estar de carro, seja próprio ou alugado. A Ilha é muito grande e o transporte público de Floripa é confuso. Clique aqui e acesse o portal RentalCars para comparar preços e fazer sua reserva de aluguel de carro em Floripa.

Para este roteiro a sugestão é de hospedagem no Centro da cidade. Veja algumas dicas de hotéis no post “Onde se hospedar no Centro de Florianópolis“. Mas caso você não queira se hospedar no Centro, uma alternativa pode ser a Lagoa da Conceição (“Onde se hospedar em Floripa: Lagoa da Conceição e Praia Mole“).

 

Dia 1

O primeiro dia é dedicado às praias do Leste da Ilha e à Lagoa da Conceição. O acesso à região é feito pela Rod. Admar Gonzaga (SC-404), passando pelo Morro da Lagoa. No topo do morro há um mirante  com vista panorâmica, uma das paisagens mais bonitas da cidade. É possível visita-lo tanto na ida quanto na volta.

Lagoa da Conceição - Florianópolis

Lagoa da Conceição

 

A primeira parada pode ser a Praia Mole, uma das praias mais conhecidas da cidade. O mar costuma ser agitado e perigoso e água é bem gelada, mas mesmo assim a praia encanta pela sua beleza natural. Há alguns bares e quiosques na beira da praia. Os mais populares ficam no centro da praia, próximo ao posto de salva-vidas. Vale a pena caminhar até as pedras do lado esquerdo da praia, para avisar, do outro lado, a Praia da Galheta, a única praia de nudismo da Ilha, acessada somente por uma trilha.

Praia Mole - Floripa

Praia Mole

 

Em seguida a sugestão é visitar a Praia da Joaquina, famosa por suas ondas. É uma das maiores praias da Ilha. Sua orla possui 3 km de extensão e tem como continuação a Praia do Campeche, já no sul da Ilha. A faixa de areia é larga e a areia é dura, boa para caminhadas e para a prática de esportes. Outra atração na Joaquina são as dunas, que cobrem uma grande área e se estendem até a Av. das Rendeiras, de onde também é possível acessá-las.

Para o almoço, há algumas opções de restaurantes tanto na Joaquina quanto na Praia Mole. Mas vale mais a pena escolher algum ao longo da Av. das Rendeiras, na beira da lagoa, ou então no centrinho do bairro. Veja algumas dicas no post “Dicas de restaurantes em Floripa: Lagoa da Conceição e Barra da Lagoa“.

Outro local que pode ser visitado neste dia, seja para passear ou para almoçar, é o distrito da Barra da Lagoa, que fica após a Praia Mole, e que você pode ver em detalhes no post “O Distrito e a Praia da Barra da Lagoa, em Florianópolis“. Entre a Mole e a Barra é possível parar no Mirante Ponto de Vista, para ver a Lagoa da Conceição. Uma dica: evite sair tarde da Barra ou da Mole, pois a fila em direção à Lagoa costuma ser grande.

Dunas da Lagoa da Conceição - Florianópolis

Dunas da Lagoa da Conceição

 

No final da tarde, a sugestão é fazer um passeio pelo centrinho da Lagoa da Conceição. Há vários cafés, casas de sucos e lanches, além de lojas e de uma feirinha de artesanatos na praça do bairro. A região também é uma boa opção para curtir a noite de Floripa, com vários bares e casas noturnas.

Na volta para o centro, a última parada pode ser no Trapiche da Av. Beira-Mar Norte, uma das principais áreas de lazer da cidade. O píer avança sobre o mar e proporciona belas fotos, principalmente se for na hora do pôr do sol. Se não der tempo de ir ao trapiche neste dia, tente encaixar em algum outro. Veja mais fotos no post “O Trapiche da Av. Beira-Mar Norte, em Florianópolis“.

Trapiche Municipal de Florianópolis

Trapiche Municipal de Florianópolis

 

Está gostando do roteiro?
Compartilhe-as nas redes sociais utilizando os botões no canto esquerdo da tela
ou, caso esteja no celular, utilize a barra inferior para enviar também pelo whatsapp

 

Dia 2

A manhã do segundo dia é reservada para um passeio pelo Centro de Florianópolis, que é pequeno e pode ser explorado a pé em pouco tempo. O ponto de partida pode ser a Praça XV de Novembro, onde há uma Figueira centenária. Esta árvore possui superstições, como  a que diz que dar algumas voltar ao redor da figueira pode atrair casamento e dinheiro. Ao redor da praça há algumas atrações para ver, como o Memorial ao Miramar, a Catedral Metropolitana de Florianópolis e o Palácio Cruz e Sousa, que abriga o Museu Histórico de Santa Catarina.

Outro local imperdível no centro da cidade é o Mercado Público de Florianópolis, localizado junto ao largo da alfândega. Lá está o Box 32, um bar muito popular e que possui o melhor pastel da cidade. Não deixe de provar o pastel de camarão, é uma delícia!

Veja mais informações no post “Um Passeio a pé pelo Centro de Florianópolis“.

Mercado Público de Florianópolis

Mercado Público

 

Depois do Centro, a sugestão é visitar a Ponte Hercílio Luz, principal cartão postal da cidade. Ela está fechada para o tráfego de veículos e pedestres há anos e está passando por uma restauração. Há vários pontos diferentes para admirá-la, sob os mais variados ângulos. Indico a Praça Hercílio Luz, localizada na cabeceira insular, o Forte Santana, que se encontra quase embaixo da ponte, e o trapiche da Scuna Sul, próximo ao Forte

Leia mais informações estes locais no post “Os melhores locais para fotografar a Ponte Hercílio Luz em Florianópolis“.

Forte Santana - Florianóplis

Forte Santana

 

Saindo do centro, o próximo destino é o Norte da Ilha. A primeira parada é em Santo Antônio de Lisboa, um dos distritos mais antigos da cidade, que preserva muitas edificações do passado e também a primeira rua calçada do estado de Santa Catarina. Há vários restaurantes na beira da praia com vista para o mar.

Conheça tudo que você pode ver nesta área nos posts:
O distrito histórico de Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis
Dicas de restaurantes em Floripa: Santo Antônio de Lisboa e Sambaqui

Igreja de Santo Antônio de Lisboa - Florianópolis

Igreja de Santo Antônio de Lisboa

 

Na parte da tarde, depois de visitar Sto Antônio, o próximo destino é o Forte de São José da Ponta Grossa, que fazia parte de um sistema de proteção da Ilha contra embarcações inimigas junto com outras duas fortalezas. Esta é a única com acesso fácil e de carro. As outras duas encontram-se em pequenas ilhas e só podem ser visitadas de barco. Leia mais informações no post “A Fortaleza de São José da Ponta Grossa, em Florianópolis“.

Forte de São José da Ponta Grossa - Florianópolis

Forte de São José da Ponta Grossa

 

A fortaleza encontra-se entre a Praia de Jurerê Internacional e a Praia do Forte. Então, depois de visitá-la, é só escolher uma das duas praias para passar o resto do dia. A Praia do Forte é mais pacata e tem águas calmas (veja no post “Conheça a Praia do Forte, em Florianópolis). Já a Praia de Jurerê, é a mais badalada de Florianópolis, com mansões de luxo e vários bares com festas na beira da praia. No pós-praia, um local bacana para passear é o Jurerê Open Shopping, uma área ao ar livre com lojas, cafés e restaurantes.

Saiba mais sobre Jurerê no post “Floripa: Dicas para visitar a Praia de Jurerê Internacional“.

Praia do Forte

Praia do Forte

 

Dia 3

O terceiro e último dia deste roteiro é um giro pelo Sul da Ilha. Para começar bem o passeio, a primeira parada pode ser no Mirante do Morro das Pedras, que possui um visual incrível da Praia do Morro das Pedras. Ele está localizado junto à Casa de Retiros Vila Fátima, ao longo da Rodovia SC-406, entre a Praia do Campeche e a Praia da Armação.

Veja mais fotos e informações deste mirante no final do post “Os Mirantes de Florianópolis“.

Vista do Mirante do Morro das Pedras

Vista do Mirante do Morro das Pedras

 

Para curtir a praia, há duas opções: na parte da manhã a escolhida pode ser a Praia da Armação, com águas mais calmas e faixa de areia pequena; depois do almoço a opção pode ser a Praia do Campeche, que tem o mar aberto e mais agitado, faixa de areia extensa e está de frente para a Ilha do Campeche. Esta ilha é um belo lugar para conhecer, mas é um passeio que pode duras horas, sendo necessário pegar um barco na Praia da Armação para acessá-la, por isso aconselho fazê-lo apenas quando você tiver mais tempo disponível na cidade.

Veja mais informações sobre as praias do Sul da Ilha no post “Floripa – As Praias Sul da Ilha: Campeche, Armação, Matadeiro, Pântano do Sul“.

Praia da Armação - Florianópolis

Praia da Armação

 

Para o almoço, também há duas opções. Uma delas é a Praia do Pântano do Sul, onde está o Bar do Arante, um restaurante de frutos do mar muito famoso por ter milhares de bilhetes deixados pelos visitantes (veja no post “O tradicional Bar do Arante, na praia do Pântano do Sul – Florianópolis).

A outra alternativa é almoçar no Ribeirão da Ilha, um dos distritos mais antigos da cidade e que é considerado o maior produtor nacional de ostras. Há vários restaurantes na região, os melhores são o “Porto do Contrato” e o “Ostradamus”. Veja os detalhes no post “Restaurantes e ostras no Ribeirão da Ilha“.

Restaurante Arante - Praia do Pântano do Sul

Restaurante Arante – Praia do Pântano do Sul

 

Para finalizar, segue um mapa a localização das atrações mencionadas neste roteiro.


Visualizar Roteiro de 3 dias em Floripa em um mapa maior

 

 

Acesse o índice de posts com todas as dicas de Florianópolis

 

 

Faça parte da comunidade “Meus Roteiros de Viagem”
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookTwitter e Google+
Siga o perfil @meusroteirosdeviagem no Instagram
e marque suas fotos com a hashtag #meusroteirosdeviagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...